sexta-feira, 13 de julho de 2018

Meditando...


Bem no fundo
Paulo Leminski

No fundo, no fundo,
bem lá no fundo,
a gente gostaria
de ver nossos problemas
resolvidos por decreto

a partir desta data,
aquela mágoa sem remédio
é considerada nula
e sobre ela — silêncio perpétuo

extinto por lei todo o remorso,
maldito seja quem olhar pra trás,
lá pra trás não há nada,
e nada mais

mas problemas não se resolvem,
problemas têm família grande,
e aos domingos
saem todos a passear
o problema, sua senhora
e outros pequenos probleminhas.



domingo, 8 de julho de 2018

Faz-se a vida...



Faz-se a vida
Lauro Daros

Faz-se a vida sem pressa, com vagar,
através
de desejos,
de sonhos,
de sustos,
de pesares,
de distrações,
de amor.
A maturidade é
uma sortida coleção de experiências e de lembranças,
rochedos vencidos,
feridas cicatrizadas,
ilusões superadas.
E, apesar
de tramas,
de abalos,
de rupturas,
de abismos,
continuar,
se for do agrado de Deus,
a coleção de experiências e de lembranças.

Do livro: Paisagens Poéticas - Autor Lauro Daros / Ilustrações Valentina Fraiz - Ed. FTD

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Sentir Prazer pela Vida


O que vim para aprender, ensinar, ver, ouvir,
falar, calar, pensar, meditar, sentir, criar,
amar, odiar, orar, celebrar, esquecer, enterrar...
só Deus é quem sabe...
Sempre será surpreendente!

Romper muralhas de constrangimentos
e decolar para altos picos da felicidade!
Assim, o brilho da vida, será mágico!

Buscamos tanto no horizonte...
E está bem junto a nós!
Na vertical ou horizontal,
é presença marcante sempre.

Basta termos os sentidos aguçados,
olhos ameaçadores e coração terno,
para amorosamente a tudo conciliar.

Célia Rangel




segunda-feira, 2 de julho de 2018

JULHO



Julho despeja emoções diversas

De nascimento, casamento e morte

Caem como flocos congelantes

Que mascaram alegria, prazer e saudade

Um misto de acontecimentos marcantes

Que embalam memórias estacionadas

Na paisagem de uma vida iluminada

Que de uma forma ou outra

Soube harmonizar e amenizar sentimentos

Que foram embalados em poemas e canções

Sempre ritmados em orações por todos os ciclos vividos

Imensa é a gratidão por tudo que o Universo

A cada instante me presenteia!


Célia Rangel





quinta-feira, 28 de junho de 2018

Silêncio, um Espaço Sagrado


Quando fui silêncio
Em silêncio amoroso
Pulsei em tons vibrantes
Sem uma tela para pincelar
Ou uma conexão para registrar
Minhas manifestações
Ainda que inconsistentes
Com ternas palavras
De puro encantamento.

Fui olho no olho
Que espaço nobre esse silêncio
Poder ouvir a voz do coração
E entre um pesadelo e um devaneio
Libertar a alma nas estrelas
Nua com suas nuances vitais
Viver na paz azul dos meus sonhos
Que já foram nossos
Agora são meus.

Célia Rangel


terça-feira, 26 de junho de 2018

Franck Pourcel - Noruega, paisajes y fiordos



                Encantamento em som e imagens!

http://www.leochess.blogspot.com  Fotografía: José Manuel Rosón Jiménez ___ Titulos : ____ 1.- Adieu Jolie Candy. , 2.- Amapola. 3.- Alma Llanera. 4.- Song Sung Blue. 5.- Casino Royale. 6.- Concierto para una voz, 7.- Cuentos de los bosques de Viena, 8.- Danubio Azul, 9.- Sueño imposible."El hombre de la Mancha". 10.- Emmanuelle. "BSO". 11.- Flauta de pan . 12.- Himno al Amor. 13.- Historia de O. 14.- Anónimo Veneciano. 15.- Imagine.

sábado, 23 de junho de 2018

Reflexão


Se cada dia cai

Se cada dia cai, dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa.

Há que sentar-se na beira
do poço da sombra
e pescar luz caída
com paciência.

Pablo Neruda