quinta-feira, 22 de julho de 2010

Perder... ou Entregar... (?)

A vida nos traz belas surpresas e nos deixa extasiados diante de situações inusitadas! Não nascemos para perder. É natural do ser humano, apenas querer ganhar, vencer, lucrar! A decepção de um fracasso deveria ser fonte de ensinamentos... Para superarmos obstáculos, necessitamos de estratégias e dinamismo. Enfrentar uma perda emocional é necessário reorganizar nosso coração e mente para acomodarmos sentimentos e emoções. E, continuar vivendo. Até porque essa é a meta de vida de todos nós. Conviver com o sim da alegria e permissão e o não da advertência... do stop! Há um tempo necessário para se curtir e embalar a dor, o sofrimento, a cruz, a morte... Mas há também o período da ressurreição! Ressurreição de quem partiu e dos que ficaram... É a entrega... O deixar partir... É a florzinha do Pequeno Príncipe que por mais que ele a amasse... Partiu... Fomos criados para uma vida em harmonia, feliz, em plenitude. Depende da escolha que fazemos. Queremos cultivar alegria, serenidade, sabedoria, maturidade? Ou fixarmo-nos nas ‘birras’ da nossa infância? Célia.

Um comentário:

  1. É, precisamos nos exercitar para aceitar as perdas Difícil....... Beijão

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.