quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ser livre

Voar como a gaivota Fernão Não ter medo de novas aventuras Ser um eterno aprendiz! Não quero só pão e circo... Quero espaço... quero o mundo... o céu! Não quero ser igual: sou único... diferente... Veja minha íris... minhas digitais... Não me enquadre em leis e dogmas... Não preciso de nada disso para viver. Saborear o prazer da liberdade, da decência Registrar com a vida, minha autenticidade Se isso custar desprender-me... já o fiz Preciso vencer meus limites, ser crítica Já cursei todo um ciclo... estou em outro! Outros desafios... outros questionamentos... Buscar a perfeição do que gosto: ser feliz! E, se possível, suave, veloz e livre sempre! Amando e sabendo olhar com entendimento,
Em novo estágio de vida... O outro, pelo outro e com o outro! Célia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.