quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Há explicação?

O que é o Amor? Alguém buscou definir? Não conseguiu. Pelo menos para mim, não! É indefinível... Sente-se. Vive-se. Ou não! Sabe o que são entranhas? Pois bem, no âmago fica depositado Busca-se por todas as vidas Fomos. Somos. Seremos Amores Uns dos outros... Busque no olhar... Nele você o encontrará. É um íntimo renascer! São olhos que um dia... em algum lugar... Já o viram... escanearam sua alma e personalidade É o reencontro... Percebeu como nos sentimos bem com alguns seres? No entanto, com outros não há empatia... No dicionário da vida só percebe tais significados... Quem tem a sensibilidade dos acordes de um violino: Penetrante. Denso. Suave. Tocante... Enlevo total da alma de seres espiritualizados Que livremente transitam entre nós... Quão maravilhoso é esse encontro... Quando é despertado e dividido! Célia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.