sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Incógnitas

Perder ou ganhar em uma relação Sem pretensão de acontecer Apenas celebrar a união. Ninguém precisa saber Eu sei e sinto que assim vivo... Duplo é o sentido da minha vida: Eu e você... formamos um ‘ Nós’. Na abertura do meu interior A confissão de uma vida devota A um ser que sempre esteve comigo Caminhamos na mesma direção Vida e morte nos acompanham Na união da nossa cumplicidade Persistimos num ideal íntimo... Sonhos que se realizam a quatro mãos Vidas que por mais que se distanciam Convergem-se para a magia do benquerer. Na aceitação da sua simplicidade Estabilizo-me no aconchego do seu abraço Na virtude do seu olhar Que ilumina meu caminho Adornos de paz, de uma vida sóbria Autenticamente feliz na profunda humildade Do que é realmente amar! Célia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.