terça-feira, 24 de agosto de 2010

Preservar-se!

Chega um momento na vida de todos nós em que prudência e bom senso são itens essenciais para nossa sobrevivência! As fases da vida! Vivê-las com dignidade é o melhor prêmio que possamos atingir no podium de nossa existência. Não é o fim da vida, muito menos o fim de uma carreira. Apenas uma pausa para novas adaptações no modo de fazer. De certa forma parecemos uma receita culinária: temos ingredientes, modo de fazer, como servir (os complementos)... e degustar! Ouve-se muito que o corpo não acompanha! Claro que acompanha. Depende do que exigimos dele. Lembre-se do seu prazo de ‘validade humana’! Inúmeros profissionais chegam ao topo de sua ‘carreira’- o momento ouro - e, de repente, veem-se obsoletos, desenturmados, incapacitados... Prepararam-se para esse momento? Elegante, sóbrio é desfrutar do momento prata de nossas vidas! Quanta simplicidade! De quase mais nada se precisa... Apenas do ‘amor-afeto’. Afetividade que acarinha nosso ser, alimenta nosso viver. Na paz dos acordes finais e embalados pela sinfonia de nossa existência entregamo-nos ao prazer do deixar... do fluir... do ir... do adeus, que se torna um até breve... Só lhe peço... tenha afeto por você... por mim... por nós! Célia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.