sábado, 27 de novembro de 2010

Atrevimento

Se caráter exalasse, qual seria o odor da sociedade? Esquartejamento de cidades tidas maravilhosas...
Seres humanos com as mesmas dores e anseios Amedrontados! Degolados!
A cor e o calor do sol que dá vida à natureza Perdem-se no frio da hostilidade!
Poder, egoísmo, fraudes, subversão, Medo, desigualdade, ressentimentos esfriam as relações humanas.
Urge abrir meu mundo para você fazer parte dele com dignidade... Experienciar-me como pessoa no outro – dar permissão pra isso acontecer... Compartilhar a magia da intimidade: sentimento, pensamento e diálogo.
Olhar morro e planície em um só plano, não o mercadológico e ostensivo, Mas o da plenitude sábia da coexistência pacífica.
Filhos de um mesmo Pai... ou não? Célia

Um comentário:

  1. Filhos de um mesmo pai somos, né? Mas como podem deixar só fluir o lado negativo? O pai só nos ensinou Amor, e a vida ensinou outra coisa a eles. Meu Deus! Onde vamos parar?

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.