quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Tempus Fugit...

Nasceste para mim. Presente divino! Hoje, tem festa no céu, pelos seus 70 anos. Partilhei muito pouco. Queria mais... Mas você tinha outra missão... Nossa convivência revelou que podemos conjugar o verbo amar, em todos os tempos na aula da vida. Estamos desunidos? Sinto-o tão perto! No entanto, há um espaço enorme que sangra e arrasta solidão... Seu olhar... seu abraço... Seu beijo... seu carinho e cuidados... Arrebata-me em sonhos... Quantos ensinamentos e experiências trocadas... No silêncio e na contemplação marcantes diálogos! Novo encontro? Quando? Espero há muito... Aprendi a te amar. E agora, como esquecê-lo? Na escola da vida faltei na aula do desamor... Célia

Um comentário:

  1. Não fique assim amiga, você foi feliz, soube o que é amar e ser amada. Grande beijo, e o colo se precisar, tá?

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.