sábado, 30 de outubro de 2010

Afinidades...

Um dia maravilhoso! Madrugada, sem conciliar o sono, meditava minha existência! Intensa e esplendidamente vivida! De perto acolhi vidas, gerei vidas, amei vidas, morri com vidas amadas! Renasci... Sou abençoada e com especial proteção divina! Prossigo em suas pegadas, por me amar e ter a consciência da minha missão... Que caminho lindo Deus "engenhou" para mim! Se hoje, acordar longe da esfera desse planeta, saibam que estarei feliz, pois vivi impetuosamente tudo! Quero e meu "âmago" não se aquieta... ao contrário, ferve por mais vida! Quero amar, viver, gerar, criar na potencialidade sexagenária que me impulsiona para mais... sempre mais! Comigo, apenas, pessoas com amor sincero, autêntico, carinho descompromissado, partilha ao redor de uma mesma mesa, cumplicidade eterna. E, assim, ser acarinhada com momentos indeléveis... Nada mais. Estou drogada de amor pela vida! Isso é sensacional! Sabedoria e simplicidade – são os ingredientes básicos para o meu viver aqui e agora! Como é gratificante, uma bênção mesmo, conhecer-se realmente! O “ficar” comigo é uma meditação profunda, misteriosa e reveladora. É maravilhoso Senhor, ter tanto a agradecer e nada a pedir! Você enviou-me “mãos missionárias” para a lapidação do meu ser. Quantas lágrimas enxugaram! Quantos sorrisos divididos! Que todos sejam conduzidos à paz e ao encantamento de viver sonhos, magias e emoções... Nada mais! Amém! Célia.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Adaptar-se

Maravilhosos momentos requerem tão pouco... Certo magnetismo... sensibilidade... amor... Pronto! Ingredientes perfeitos para Encontros eternos... Memória afetiva que se reenergiza, Luzes que se acendem eternamente, Fogo que arde na paixão duradoura De olhares trocados ternamente. Vidas que ainda se surpreendem No eclipse de suas luminosidades Irradiam amores encontrados Eclodem no espaço sideral... O eterno existe e, aloja-se nas entranhas de almas possuídas por uma única aura! Célia

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Descubro-me... intensa!

Visitando-me nos meus 65 anos... bem vividos, desejados e amados, percebo que: Minha faixa etária, meu R.G. ou meu C.P.F. não significam absolutamente nada pois, tenho alma, mente e coração ancorados no porto seguro do amor, da fé, da coragem, da aceitação, da autenticidade e do amor próprio, do respeito, da dignidade, da doação, da simplicidade, da sabedoria... do afeto incondicional. Personalidade tecida em ritual ético. Os tropeços do tempo em nada interferem... Ao contrário, ensinam-me a arte do drible! Tristezas? Surpresas indesejáveis? Fonte de inspiração para meus poemas! Alegrias... dou asas à liberdade... E, voo junto! Minha mente, meu paraíso! Liberto-me! É vida com todos seus desafios, que vou lapidando à perfeição... Sublimando uns, concretizando outros Corrigindo todos e me penitenciando muito, Amando acima de tudo e, sempre! Quero ainda muito... Deixem-me voar na magia dos meus sonhos Que são tantos... Célia

domingo, 24 de outubro de 2010

Provações

À medida em que adentramos o rio da vida vamos nos fortalecendo em suas margens, energizando-nos e retirando os supérfluos contornando os obstáculos premeditando... sonhando... Balancete geral imenso e um tanto drástico a cada ano de existência! Resultado muitas vezes doloroso... infértil... decepcionante... Pressão sufocante na busca de realizações! Ler o nosso interior... compreendê-lo... adaptá-lo às circunstâncias colorirmo-nos de um translúcido azul, ou de um rosa apaixonante? Acolher e cuidar do que caleja a alma sair sem rumo, sem destino apenas ir. Célia

sábado, 23 de outubro de 2010

Nostalgia

Chega a ser abençoada e de uma fertilidade imensa para a memória. Um ser nostálgico é alguém que experimentou sentimentos, ... Todos! E, quando acompanhada pela sua amiga “Solidão”... Aconchega seus segredos em um silêncio angelical, De toda e qualquer angústia. Tudo se torna sereno! Do amanhecer ao entardecer... Retrai-se do burburinho e aproxima-se de Deus, Eterna fonte de prazer! Imensa doçura e paz ao sentir intimamente A voz divina! Luz que irradia a razão pura do existir... Se há saudade... nostalgia... solidão... ... Inerentes ao amor, É porque se percorre o ciclo da vida! Célia

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Tudo resolvido...

Levamos toda uma vida projetando... Alicerçando sonhos... realizando... Ou pelo menos tentando soluções e, Realizações... Achamo-nos capazes, senhores absolutos Fazer e desfazer Comentar e julgar Sequer sabemos ouvir-nos Realmente o que queremos O que podemos... o que sabemos... A maior riqueza é a introspecção! O encontro consigo mesmo... Momento único de expressão máxima... Sem regras, sem limites, sem censuras Ser e ter a você próprio, aconchega a alma Há um caminho etéreo que projeta uma nova morada Uma luz radiante que brilha ao nosso encontro Amando apenas. Célia

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

20 de outubro - Dia do Poeta!

O Poeta é aquela pessoa que com sua arte nos traz alegrias, reflexões, fantasias, sonhos e até mesmo realidade. Expressando-se de modo bem peculiar, transporta-nos em seus versos alegres ou tristes! Pode ser um sonhador ou quem sabe um realista, pode ser tímido ou extravagante, intelectual ou apenas apaixonado pela vida, filósofo ou apenas leigo querendo amar e ser amado! Alguns se expressam de uma forma abstrata nos fazendo refletir sobre a vida ou sobre o que ele quer dizer com suas palavras sinônimas ou quem sabe apenas palavras ao vento, outros, abertos de uma forma bem simples e clara de se expressarem... Mas todos são poetas, são poetas do amor, da tristeza, da realidade, dos sonhos, das noites, dos mares e principalmente, da vida! Poeta é a sensibilidade em pessoa! AUTOPSICOGRAFIA O poeta é um fingidor. Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. E os que leem o que escreve, Na dor lida sentem bem, Não as duas que ele teve, Mas só a que eles não têm. E assim nas calhas de roda Gira, a entreter a razão, Esse comboio de corda Que se chama coração. Fernando Pessoa

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Processo de decantação...

A essa altura da minha vida... Abro meu laboratório de decantação:
  • de sentimentos
  • de emoções
  • de amores
  • de tristezas
  • de alegrias
  • de momentos
  • de sucessos
  • de fracassos
  • de sonhos
  • de realizações
  • de esperanças
  • de utopias
  • de entrega
  • de magia
  • de sabedoria
  • de solidariedade
  • de pessoas
E, assim, deparo-me com uma porcentagem positiva armazenada por toda minha existência! Obrigada por você fazer parte desse processo...

Célia

sábado, 16 de outubro de 2010

Freud explica...

As razões não me perguntem... mas sempre admirei meu ancestral macaco! Se pudesse, tê-lo ia em casa! Mas, ecologicamente correta, deixo-o na selva – seu habitat natural. Tatuo-o em meu ser! Deve ser sua agilidade, irreverência e alegria que admiro... Ainda mais agora, carregando esse esqueleto rumo à década dos setenta... percebo o quanto de “macaca” perdi em meus ossinhos... Só pode ser isso! Agitar sempre! Parar nunca! Acredito que mesmo depois de inerte... vou pular acrobaticamente nas nuvens... Brincar de “esconde- esconde”... com os “anjos do paraíso”... dar-lhes umas boas bananas... afinal, alimento indicado pelos nutricionistas... e, quando o clima ficar “suspeito” esconder-me magicamente na densa vegetação! Cinicamente, no céu ou no inferno... eu brincarei mesmo! De seriedade, chega por aqui! Bem, isso se o “bicho-homem” até lá não exterminar com as florestas... Ai terei de fomentar uma “bolsa macaco” com o futuro presidente... E, não conseguindo, terei de me satisfazer com o “roda-bolsa”... setor privilegiado de poucos! Até por lá... Célia :)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais." Rubem Alves

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

NO DESERTO

Das cavernas à superfície... Uma luz no fim do túnel... Existe! Basta aplacar nossa ansiedade. Um único destino Voltar ao mundo conhecido e explorado Turbilhão de pensamentos... Total escuridão! Incertezas, revelações, ilusões, arrependimentos Amores deixados, amores reencontrados Lágrimas, emoções infantis, adultas e adúlteras... Tudo veio à tona! Não só os mineiros se salvaram... Almas se evidenciaram Força revestida de uma fé inconsciente Que dobra joelhos por um Pai maior Deus sabia... Ele fez... Ele testou e atestou Suas ovelhas desgarradas! Célia

DIA DO PROFESSOR

Pensando nessa data na década de 50
Recordo a dedicação de um educador
Onde o educando também educava
Fazendo da sua missão um ato de amor
Envolvia no saber o sabor da doação
Singela na transferência mútua da aprendizagem
Seguia com desvelo os passos de seu aprendiz
Ouvia, sinalizava e corrigia mais que falava
Refletia e retrocedia sempre abnegado – era supremo! Diante de tamanhos absurdos que acompanhamos, via mídia em geral, sobre Educação... como educadora pergunto: o que fizeram com os pilares estruturais da mesma? Penso que no afã de assenhorear tecnologias (claro que necessárias e eficazes)... esqueceu-se do “humano-aluno” e do “humano-professor” e respectivas “famílias”. Prédio. Cimento. Arquiteturas & Decorações jamais concretizarão anseios, sonhos, caráter e dignidade de cidadãos conscientes e comprometidos com o mundo em que estão inseridos hoje e desfrutarão amanhã! Pensemos nisso! Afinal, temos nossa parcela de responsabilidade. Profª Célia Rangel.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

ESTRELAS...

Você tornou-se minha estrela guia Olho para o céu e te vejo Esplendoroso! Na lua fez sua morada No meu coração habita Eternamente! Outro planeta surgiu... Distante... na constelação de Libra... Gira em torno da estrela Gliese 581... Para abrigar você e eu Somente! Adão e Eva se perderam no Paraíso Nós nos encontramos Definitivamente! Astro maior, em seu brilho me reflete... Apodera-se de mim uma força estranha Adorar-te ainda mais... Se possível! Célia

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Consagração

Nossa Senhora Aparecida

Ó minha Senhora, ó minha Mãe, Eu me ofereço todo a vós E, em prova de minha devoção para convosco, Eu vos consagro neste dia os meus olhos, os meus ouvidos, A minha boca, o meu coração e inteiramente todo o meu ser. Guardai-me e defendei-me, como filha (o) e propriedade vossa. Amém!

Mamãe do Céu

Querido Jesus, que idéia essa de sonhar tão Bela Mãe, tão Doce e Preciosa, Flor do Universo!? Apenas Deus poderia imaginá-la tão Perfeita, apenas Você, querido Jesus, poderia amá-la tanto! Em minha pequenez, sugo migalhas de tanta Beleza e Sabedoria e me encanto de recebê-la em minha casa. Ir. Lauro Daros(http://laurodaros.blogspot.com ) Cante e ore para a Nossa Mãe! http://www.youtube.com/watch?v=FD8Bm8M58ZY

domingo, 10 de outubro de 2010

TRI CAMPEÕES NO VÔLEI!!!

BRASIL PASSEIA POR CUBA!! 3 sets a 0 Fonte:http://esportes.terra.com.br/volei/mundialmasculino/noticias/0,,OI4728191-EI16867,00-Brasil+x+Cuba.html

ORAÇÃO DA MANHÃ

Ave Sol! Cheia de graça, sou eu... Por poder contemplá-lo Sentir seu calor... seu cheiro de vida... Esplendoroso, incandescente entra em meu ser, Irradiando sua luz e afeto intensamente. Como posso cegar-me diante de escandalosa beleza natural? Energiza minha vida... acalenta meus sonhos... A cada manhã anuncia: Tudo de novo... recomeçar! Roupagem nova! Cascas antigas descartadas... Como ficar estacionada no ranço de vidas passadas, Quando a euforia da sua luminosidade, Abre-me caminhos antes obscuros? Santo Sol! Rogai por mim... Pecadora inveterada no amor por você. Amém! Célia

sábado, 9 de outubro de 2010

Que venha Cuba!!!

Brasil cala vaias e provocações, bate Itália e chega a 3ª final!!! Fonte: http://esportes.terra.com.br/volei/mundialmasculino/noticias/0,,OI4726539-EI16867,00-Brasil+x+Italia.html

John Lennon – Woman

Como não reverenciar um grande amor como esse? Sou muito “Yoko Ono”... http://www.youtube.com/watch?v=PaLfDnShEn0 Mulher Mulher, eu quase não consigo expressar Minhas emoções confusas na minha negligência. Afinal de contas, estou eternamente em dívida com você. E, mulher, eu tentarei expressar Meus sentimentos interiores e gratidão Por me mostrar o significado do sucesso. Ooh, bem, bem, Doo, doo, doo, doo, doo. Ooh, bem, bem, Doo, doo, doo, doo, doo. Mulher, eu sei que você compreende A criancinha dentro do homem. Por favor, lembre-se: minha vida está em suas mãos. E, mulher, mantenha-me próximo do seu coração Por mais que [estejamos] distantes, não nos mantenha separados. Afinal de contas, está escrito nas estrelas... Ooh, bem, bem, Doo, doo, doo, doo, doo. Ooh, bem, bem, Doo, doo, doo, doo, doo, Bem... Mulher, por favor deixe-me explicar: Eu nunca tive intenção de te causar tristeza ou dor. Então, deixe-me te dizer de novo e de novo e de novo Eu te amo, sim, sim, Agora e eternamente. Eu te amo, sim, sim, Agora e eternamente. Eu te amo, sim, sim, Agora e eternamente. Eu te amo, sim, sim... Fonte: http://musica.terra.com.br/noticias/0,,OI4725678-EI1267,00-John+Lennon+genio+da+musica+e+ativista+faria+anos+hoje.html

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Nossa Mãe!

Olá Maria! Fez-se um dia para você. Eu a tenho todos os dias... Única amiga fiel e companheira Eterna! Abençoa-me hoje e sempre... Mostra-me o caminho E segue comigo De mãos dadas confiamos Uma na outra. Sempre. Célia

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Minha criança

A criança que existe em mim Quer brincar, rir Ser feliz, despretensiosa Nenhum compromisso. Quero ser Peter Pan, Cinderela, Príncipe, Duende, Fadinha Bruxa, Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, Emília, Dona Benta... Cantar as cantigas de roda Jogar amarelinha, pique-pega... Lambuzar-me todinha de doces, Picolés e pirulitos de calda queimada, Pipocas... Rir com os palhaços no circo... Prender a respiração com o globo da morte! Quero ruas livres e correr com meus amigos. Andar de rolimã e bicicleta sem medo algum. Essa criança que existe em mim, Com papai e mamãe – uma família - Deveria existir em todos nós... Pura... Infantil... Livre... Autêntica... Risonha... Feliz! Célia

domingo, 3 de outubro de 2010

LEMBRANÇAS...

Era um dia para exercer plenamente minha cidadania. Votar! Eleger “humanos” com capacidade e sensibilidade para serem gestores competentes desse imenso país! Difícil missão! Mal sabia eu, aliás, já havia me preparado... para meu retorno a um local querido onde vivi por mais de 21 anos de minha vida, em total doação! Colégio Marista!
Logo ao entrar um abraço quente, emoção do reencontro! Um dos funcionários mais humildes. Carinhoso. Sincero. Expressou alegria. Trocamos amorosa energia.
Caminho em direção ao meu local de votação! Uma das minhas primeiras salas de aula quando em 1985... Contornando um jardim – o da Boa Mãe – contornava também meus pensamentos... Quantas lembranças! Maravilhosas! E, crianças correndo com seus gritinhos eufóricos. Mães perguntando: você quer estudar nesta escola linda?
Completavam-se assim minhas recordações! Tempo mágico! Em minutos ali passados um vídeo tape de toda uma vida! Sonhando acordada percorro corredores como se fora amparada por um séquito de anjos! Total devaneio...
De repente ouço: “oi tia Célia... mãe de ex-alunos” cumprimentando-me e enaltecendo sucesso de seus filhos hoje cursando carreiras diplomatas, especializando-se no exterior graças à base Marista!
Acontece sucessão de abraços de ex-colegas! Ternura liderou o ato cívico!
Inesquecível momento! Célia

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

FUGIR

Do espaço onde estou Não ver mais figuras inertes Abnegadas sem reação alguma Impotentes diante de mandos e desmandos... Sem caráter. Sem moral. Sem crença. Quero respirar... voar... sentir A pureza e a simplicidade de um novo tempo Da minha alma, dos meus sentidos... Sem crises existenciais que me sufocam! Cansei. Quero poder manter a paz da solidão. Quero ser somente eu íntegra e serena... Basta. Afinal, hoje, quem sou eu? Um fantasma que vive se arrastando pelo mundo das incoerências... dos fingimentos... Pra quê? Quero um espaço no infinito onde caiba somente o coração... Nele está minha alma! Onde possa espreguiçar toda minha vida abolindo a razão. Sou responsável por aquilo que escolho... Faço um inventário das minhas emoções... Íntimo espaço! Célia