terça-feira, 25 de janeiro de 2011

SAMPA

Saber amar essa megalópole é necessário muito pouco. Cultivar paciência e muita ilusão... como em todo amor!
Acolheu-me para desenvolver meus sonhos e ideais pessoais, emocionais e, profissionais. Nela aprendi a ser gente. Cresci.
Maior que seu tamanho são seus problemas! Talvez, por ser o berço das diversidades. É inclusiva, por excelência.
Palpita noite e dia... não dorme... um coração gigante... sofre de taquicardia, hipertensão, refluxos diversos e, muita muita agressividade!
Amo-a no tamanho certo de suas dificuldades e defeitos... Muito usada requer revisão e recall constante... mas a gestão da mesma é muito deficitária. Os gestores amedrontam-se diante de seu gigantismo. Célia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.