sábado, 26 de fevereiro de 2011

Sala de espera

Existe coisa pior que uma sala de espera? É sempre uma caixinha de surpresa! Espera-se a sua vez em busca de soluções! Espera-se ser atendido e sair satisfeito... Se, em um consultório dentário ou médico, que seja indolor... Espera-se por uma vaga em um restaurante... Também nos estacionamentos de shoppings... Pelo atendimento de seu gerente sobre sua conta bancária... E espera-se por uma “saidinha de banco”... tranquila... Espera-se pela reunião do filho na escola! Espera-se por um retorno, e que seu problema, seja solucionado! Espera-se na maternidade um novo ser! E, em quase todas essas situações há seres de toda espécie: - subornadores - antipáticos - irreverentes - metidos a poderosos - analistas de roupas e adereços, stylist de brechós... - fingidores de leitores, intelectuais de botecos... - exibidores de seu celular, campeões de carnês... - os falantes que discursam em causa própria, de um egoísmo ímpar! - os que se classificam como importantes, discorrem seus currículos... - os atrasadinhos... que querem manter seu “horário”! - os que se escondem atrás de seus óculos escuros... - os contadores de vantagens, sempre conjugando o passado... - os que chegam com cara de nojo! - aqueles que já demonstram estar de saco cheio... - os que agitam as pernas num total sinal de impaciência! - os que querem subverter a ordem de identificação e de chegada! De alguma maneira, ali estamos todos pela mesma causa, no mesmo plano de igualdade e, somos racionais... mas o que demonstramos é bem a irracionalidade do encontro. A célebre “lei de Gerson”: tirar vantagem sempre de todas as situações em benefício próprio, sem se importar com questões éticas ou morais. Célia ©Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.