terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Terapia

Procura-se terapia para a dor de uma separação De uma dependência física, emocional ou química. Para um desejo, não realizado... Uma rejeição descabida... Uma ignorância inconcebível... Para a covardia instalada... Para o sofrimento da castração, da manipulação, da chantagem e da escravidão. Sou gente, não fantoche! Ter a vida nas próprias mãos... Recomeçar. Agir, sem se atormentar. Fluir a capacidade inerente, com encanto, maestria e serenidade. Fora a acomodação! E, na terapia, curar sem mais nada adiar. Célia
©Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.