domingo, 13 de março de 2011

Amor racional

Existe! Nasce e fica quietinho no ninho. Assim, é um grande amor. Precioso. Não se espalha. É íntimo. Acarinhado. Inconfesso, idealizado... Com serenidade é nutrido. E vive! Sublima-se... E no encantamento, Torna-se mágico! E tem voz... Som delicioso de se ouvir em sonhos e na realidade, ferve em potência máxima, Enternece e ameniza a saudade.
Em silêncio... CéliaRangel ©Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.