segunda-feira, 9 de maio de 2011

Através das lentes







No amor, minha plenitude
desejos realizados ou emoções contidas
na eterna peregrinação da felicidade.

A cada novo dia, o agradecimento
pela nova chance de construir
mais e melhor no êxtase de viver.

Se me encontro em um vazio
que ele se torne fértil
pelas minhas ações.

A meta sou eu
um ser em constante evolução
administrando questões existênciais.

Encontro maior e responsável é
expressar minha individualidade
mergulhar em mim e colher fertilidade.

Afagar quem comigo caminha
íntima parceria de amizade, fidelidade
estar inteira às novas possibilidades.

Na vida, coerência e complacência
para o existir do fértil
de uma germinação amorosa.

Célia.

2 comentários:

  1. Muito bom encarar a vida assim. E quem dera seguir à risca toda essa bem-aventurança. Um beijo e parabéns pelo texto, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Mas sempre haverá momentos de escolhas, beijo Lisette.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.