quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Artesã de sentimentos









(Foto: Cláudio Etges)

Instigante despertar em nossas mãos e mente,
Providenciamos todo o material necessário
E, confeccionamos na certeza da unidade,
O efeito da ternura em nossas vidas.
Tecemos com magia, encantamento,
A naturalidade do amor em suas texturas.
No tear da existência projetamos felicidade
Ofuscamos desprazeres,
Adornamos obstáculos...
Em segredo da criatividade
Dos que com talento e dedicação
Revelam o quanto "amar" enobrece!

Célia

15 comentários:

  1. Perfeita combinação de poema e foto. Muito bonito, Célia! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Quem não ama, não pode saber o quanto elê nos fas bem,nos deixa mais jovens,tudo fica mais leve.Amar é uma arte que só os mais nobres de sensibilidade podem descrever, em suas palvras mágicas em eterno saber.Linda,linda sua poesia.
    Conheci seu link no blog da nossa amiga Severa Cabral e já estou te seguindo.
    Felicidades.

    ResponderExcluir
  3. Minha querida amiga das letras !
    Fico feliz em ser essa ponte que leva e que traz amigos para os amigos...para formarmos uma legião bem forte e que possamos nessa troca de experiências,aprendermos mais...
    O artesã de sentimentos não é outra coisa além
    da arte e da forma.A simplicidade na essência do belo dentro da arte...
    Bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Arrasou nessa poesia minha querida Célia!!
    Ser artesã de sentimentos, é como se lidar com um cristal, com delicadeza, com dedicação e com muito cuidado.
    Amei minha querida.
    E amar, enobrece, muito!

    Beijos de admiração.
    Tenha uma deliciosa noite.

    ResponderExcluir
  5. "O quanto o amor enobrece", uma frase significativa que convida à reflexão. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  6. Tantos sentimentos passamos em nossa vida, ora alegria, ora tristeza, e temos que caminhar, e caminhamos, fazendo o melhor! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Lindo demais amei fico por qui a seguir-te

    ResponderExcluir
  8. Talento e dedicação ao eterno amor! abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi, Célia
    Passei para ver seu post...
    Que tema lindo esse de seu poema, fizeste do artesão um novelo solto, que com tuas palavras, os desenhos, os medalhões foram surgindo e enobrecendo a escrita e a profissão.
    Belíssimo.
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  10. Olá Célia!
    Gostei desta Artesã de sentimentos, com palavras bem colocadas como se fosse um marceneiro, a construir um lindo móvel, e o "amar enobrece" é como se fosse o brilho do verniz no final, do trabalho.

    José.

    ResponderExcluir
  11. Célia,
    Você fechou com chave de ouro esse seu trabalho quando disse:
    "o quanto "amar" enobrece!"
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Céliamiga

    Tropecei em ti no blogue da nossa Lúciamiga. Descuido não foi, a Cadeirinha de Arruar não empurra ninguém, foi sorte grande, taluda do Natal como por aqui, em Portugal, dizemos.

    «No tear da existência projetamos felicidade» é lindo. A escrita foi, é e será a minha vida, como verás se quiseres ir até à minha Travessa - que então será também tua.

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Boa noite amiga!
    que lindo e rico poema!
    Aonde a sabedoria é plena, pois duvida alguma o Amor enobrece todo o Ser humano que aprende amar e reconhece tão grande o seu valor!
    amiga uma linda noite para voce!
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  14. Oi minha querida amiga Célia. Boa noite.
    Amar enobrece qualquer ser humano. Por isso os animais são nobres pois AMAM seus donos sem nada pedir em troca. Linda poesia. Um grande beijo. FIQUE COM DEUS.

    ResponderExcluir
  15. Amei "artesã de sentimentos"!

    É de uma beleza tamanha que me tocou profundamente.

    Continue nos premiando com a sua inspiração.

    Coloquei esse,para mim,o primeiro de todos.

    Beijo, Suzete.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.