terça-feira, 16 de agosto de 2011

... de Quintana & Botticelli...













IF...

E até hoje não me esqueci
Do Anjo da Anunciação no quadro de Botticelli:
Como pode alguém
Apresentar-se ao mesmo tempo tão humilde e
cheio de tamanha dignidade?
Oh! tão soberanamente inclinado...
Se pudéssemos ser como ele!
Os Anjos dão tudo de si
Sem jamais se despirem de nada.

(Mario Quintana / Rua dos Cataventos & Outros Poemas)

8 comentários:

  1. Oi Célia passando para ler mais dos seus textos e deixar um carinhoso abraço!

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo!

    Um beijo enorme e uma ótima tarde!

    Nos encontramos no Alma!

    ResponderExcluir
  3. Célia:
    A doçura de Quintana torna a rotina banal em momento de sublimidade. Ele deve ser um Anjo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Através do "Alma" cheguei até aqui pela primeira vez e me deparei com Mário Quintana. Grande encontro.
    Vou te seguir
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Basta-me um pequeno gesto,
    feito de longe e de leve,
    para que venhas comigo
    e eu para sempre te leve...

    Cecília Meireles

    Beijos poéticos......M@ria

    ResponderExcluir
  6. Olá, Célia
    Que gostoso ler Quintana, quando vou a Porto Alegre sempre tenho que passar na casa Mário Quintana, ele é demais.
    E obrigada em passar no Sapatinhos da Dorothy e deixar tão boas palavras.
    Abraço carinhoso,
    sandram

    ResponderExcluir
  7. Olá, vim te agradecer por seguir meu blog,fico feliz de te-la no painel dos meus seguidores.
    Grata

    ResponderExcluir
  8. Boa noite minha amiga das letras!
    Percebo que gosta das obras renascentistas… Realmente são belas e objetos de grandes estudos artísticos e filosóficos.
    Quintana é para quem bebe literatura...
    Bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.