terça-feira, 27 de setembro de 2011

Concessões...











Na cor do meu tom de voz
Rubro como meu coração
Ultrapasso limites
Envolvo-me com a vida
Jogando-me de corpo e alma
No desconhecido
Faço e recebo concessões
Afinando com o aprendizado poético
O ambiente da mente e do coração
Transformo em oferendas
Minha integridade e transparência
Transgredindo normas
Sendo apenas eu tão somente
Na sobrevida de sempre amar

Célia

15 comentários:

  1. Fugir da correria pra vir ler seus poemas é um prazer. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Linda Célia, obrigada por seu comentario em meu blog!
    Envolver-se com a vida em amor!
    Lindos versos desse seu lindo poema!
    Abraços e beijos em seu coração!
    Ivone

    ResponderExcluir
  3. Quando se é verdadeiro não há transgressões...
    Nem mesmo ultrapassagem de limites...
    O que há é a verdade,transparência e autenticidade. Muito lindo! abraço

    ResponderExcluir
  4. Minha querida

    Como sempre um poema carregado de sentimentos...e é de esperança que a vida se faz.


    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  5. O amor sem concessões pode ser gratificante, experimente. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  6. Bom alvorecer !
    Depois que o bicho(vírus) se instalou no meu blog,me fechei e só hj que estou abrindo com uma postagem linda e emocionante.
    Te convido a ir lá,depois passarei por aqui para fazer meu comentário...Tenha um dia fenomenal e de muita luz...
    Grata pela amizade...Particularmente estava com saudades de viajar nesse universo,junto com vcs...por amar demais(sonhadora)todos.
    Bjs para aquecer teu dia!

    ResponderExcluir
  7. Celia, querida!
    Seus poemas sempre encantam meu coração!
    Abraços , com muito carinho,
    Angela

    ResponderExcluir
  8. Bom dia!

    Que seu dia seja de paz, de sorrisos e de muitas bênçãos, e que você possa sentir a presença de Deus aonde quer que vá.

    “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”. (I Pedro 5:7)

    Deus seja contigo!

    Blog Yehi Or!
    http://hajalluz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Não consigo imaginar o AMOR sem concessões, levando em consideração toda sua natureza transcendental. Lindo poema Celinha!! bjs

    ResponderExcluir
  10. Célia parabéns pelo poema,me encata ler você.
    beijos do jardim de minha alma.

    ResponderExcluir
  11. O amor tem suas consideraçóes, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, querida amiga Célia.

    Lindo poema!!
    Desejo-lhe muitas felicidades.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Alô...amiga das letras!
    estou aqui para agradecer o comentário que vc deixou no meu blog hj homenagiando o escritor RODOLFO,deixou-o muito feliz,e eu tbm me senti radiosa...obg querida pelas palavras tão lindas.
    Seu poema me tras uma lembrança do descohecido,e quando passamos a conhecer tudo fica transparente...
    Bjs minha flor!

    ResponderExcluir
  14. É preciso ultrapassar barreiras, avançar limites, nos dar-mos, para receber mesmo que seja só uma nesguinha de amor!
    Beijo

    ResponderExcluir
  15. ... porque viver é bom, mas viver com amor é melhor ainda!

    Tudo de bom, Célia!

    gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.