sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Retentiva












Plantei sonhos,
colhi realidade.

Iludi-me com promessas,
decepcionei-me com pessoas.

Colecionei encantos,
perdi-os todos.

Místicos ensinamentos
abriram-me olhos.

Nos desvios existenciais,
sentido de que amadureço.

Destitui-se a morte
impõe-se vida.

Novo olhar.
Nova dimensão.

Transcendo na cruz,
o sabor de saber seguir.

Célia.

16 comentários:

  1. Perfeito! Meus aplausos, Célia! E beijos!

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema!
    Iludir-se, é mesmo isso que nos faz sofrer!!!
    Abraços
    Ivone poemas
    henristo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Célia querida

    Linda sua poesia...
    Quero sentir o sabor de saber seguir em frente...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  4. Versos que me faz refletir a respeito do ser humano,com suas diversas maneiras de querer transformar tudo em palavras sinceras quando só falam mentiras...do qual nos deixam a desejar sempre...
    bjssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    Por vezes encontramos tantas pedras nos nossos caminhos...tantos espinhos que prendem os nossos sonhos...como sempre lindo o teu poema.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. O mesmo velho tema da falsidade...
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Saber seguir em frente, com maturidade, modificando o que pode ser modificado por Aquele que nos salvou; uma belíssima reflexão poética. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite, querida amiga Célia.

    Lindo, lindo!!
    "As pedras que encontro no caminho, guardo todas; um dia, construo um castelo"
    (Fernando Pessoa).

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Belo poema Célia!

    Um abração e um primaveril fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Plantei sonhos, colhi realidade.

    Esta frase diz tudo tudo que é preciso!!!!!

    beijos e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  11. Olá poetisa, linda sua e tocante sua poesia. Vale a pena sempre plantar, por que somente assim podemos ter a esperança de colher e sempre que plantamos coisas boas vamos colher coisas boas. Por isso plantei uma emente de amizade pra colher o seu carinho(rs). Obrigado pelo comentário.

    Bj

    ResponderExcluir
  12. "Novo olhar.
    Nova dimensão."
    QUE SEU OLHAR SE DIRECIONE PARA AS BELEZAS E O COLORIDO DOS JARDINS... É PRIMAVERA!!!

    "Primavera não é uma simples estação de flores, é muito mais, é um colorido da alma." ( Jaak Bosmans )
    BEIJOS E PARABÉNS PELO POEMA!!!

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Célia, estou encantada, tocada, sensibilizada, todos os "adas" não seriam suficientes para dizer de um poema tão completo e belo. Parabéns
    Um abraço

    Beth

    ResponderExcluir
  14. boa noite amiga
    lindo poema!
    Novo olhar.
    Nova dimensão.
    lindo mesmo!

    Obrigada pelo carinho de sua presença lá no meu cantinho!
    Tenha um maravilhoso fim de semana
    abraço Amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  15. Temos que plantar mesmo se não recebermos na hora que queremos, pois para Deus às vêzes não é o momento, temos que saber esperar. Belo poema! Beijos

    ResponderExcluir
  16. Obrigada, amigos (as) da blogosfera pelos generosos comentários que nos incentivam cada vez mais! Abraço a cada um (a).
    Célia.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.