domingo, 2 de outubro de 2011

Transformar é preciso















(*Junco: símbolo mês de outubro)


Chegamos à página 10 do ano... Outubro de 2011.
Quantas emoções na passagem do ano de 2010 para o ano de 2011... Quantas promessas, pedidos feitos... E, ai? Quantos realizamos? Já estamos às portas do 2012 e novamente tudo se repetirá? Fomos surpreendidos ou surpreendemos? Afinal, é  magia da vida “surpreender”!
Intimamente, sinto uma saudade penetrante: pessoas lindas que por mim passaram e me ensinaram a viver. Riram e choraram comigo. Por impossibilidades naturais da vida, compromissos diversos, situações inusitadas de impotência, por completarem seu ciclo, distanciaram-se.

Lembranças!

Doces lembranças sustentam hoje um coração descompassado, arrítmico.  Há o cansaço natural de mandos e desmandos. De certos e errados, segundo nossa ótica. De repente, o que fazia sentido, o que era endeusado toma outra consistência.
Ah! A volubilidade dos valores!

Há um novo caminho a ser percorrido. Novo ritmo. Há que se respeitar a dinâmica interior de cada um. Há uma espera por novos ciclos. Vê-se ao longe, um horizonte ora “arcoirizado”, ora nebuloso; um meigo crepúsculo, ou um amanhecer tempestuoso.

Ciclos! Apenas ciclos!
Em cada um deles, restaurar o desejo de amar e deixar-se amar plenamente, sem reservas ou medos. Ser vulcão e expelir o que não diz mais nada. Fluindo como as lavas, fertilizar o ambiente das certezas adquiridas no velocímetro/2011.

Com serenidade, recolho-me analisando mudanças. Aceitá-las é o mais difícil. Ainda assim, desenterrar disposição abnegada e na rotina reinventar a magia do cotidiano.
Seguir. Prospectar. Epitafista, jamais! 

 Texto: Célia Rangel

 *Junco: aconselha uma ação direta, ou seja, ir direto ao ponto em relação ao assunto requerido. http://www.templodeavalon.com/modules/articles/article.php?id=55  

17 comentários:

  1. Em 2011 eu conheci você. Isso é importante pra mim.
    Obrigada por existir comigo.
    Rita Lavoyer

    ResponderExcluir
  2. O desejo de mar continuamente faz o nosso caminho na existência valer ser vivido. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  3. Reinventar a magia do cotidiano*
    Ciclos, apenas ciclos e disposição para prosseguir amando e deixar-se amar,
    a vida está sempre girando , só temos que nos renovar a cada ciclo, foi assim que eu entendi...maravilhoso, parece que estamos já pensando em fim de ano, mas estamos só na mudança de estação, né.
    bjusss da Mery*

    ResponderExcluir
  4. Há mais de 1 mês não passo nas ruas do centro de minha cidade, Fortaleza.Estive no DF nos últimos 15 dias e lá já vi lojas com luzes "próprias" de Natal...até me assustei! Não gosto de "precocidade", de pressa...
    Há que se ter serenidade, como você bem disse. Temos que rever os fatos e, conscientemente, tentar reverter algumas situações que não nos vem agradando, que agridem. 2012 está às portas, temos que vivê-lo da melhor forma possível...trazer sempre à tona o que julgamos melhor em nós, para uma boa convivência com nossos pares, nossos parceiros, nossos amigos. Que o amor esteja a permear todos os momentos do que há de vir...

    Boa e produtiva semana,Célia amiga.
    Fraterno abraço
    Da Lúcia

    ResponderExcluir
  5. Célia, essas nossas convenções (dias, meses, anos), além de nos situarem no tempo, servem-nos para marco zero, como recomeço de esperança que um ciclo acabou e que o outro que começa será melhor.
    Precisamos sempre nos iludir para que tenhamos razão de viver.

    Quero lhe agradecer pela visita, comentário inteligente e gentil no meu link.

    Abraços do novo amigo!

    ResponderExcluir
  6. A nossa esist~encia é tão complexa: no final de 2010 soubemos que meu marido tinha um cancro. Todo o ano de 2011 foi de tratamentos, cirurgia, sustos, lágrimas...e nós tinhamos tantos planos...ficaram espalhados pelo chão do Instituto Portugu^s de Oncologia, em Coimbra!
    Vê como tudo se transformou no que não pensámos poder acontecer...
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Célia,
    Que Texto!
    Fiquei arreapiada ao ler...a vida nos ensina a cada minuto, dia, Ano...e o que foi não é mais, pode ser melhor, pode não fazer mais parte, a única coisa é se adequar, adequar, ir moldando jeitos, nunca se moldar, se acomodar.
    Posso dizer que meu 2011, foi péssimo, tive todas as doenças de pulmão, as asmas intermináveis, as pneumonias que teimaram em quase me destruir[e no meio, ou quando você acha que é o fim, e fala consigo mesmo baixinho "por favor, eu não aguento mais, preciso respirar, ou então me deixe dormir e me leve dormindo...], Um dia o Sol resolve nascer lindo e lhe tirar da sombra e dizer: "vai, faça algo, veja o aprendizado de tudo isso e lembre que hoje você recebeu um presente e nos amanhãs também será presente"...
    Grande Abraço,
    sandra,

    ResponderExcluir
  8. Meu Anjo.
    Deus abençoe sua semana
    sou sempre grata pelo seu carinho.
    No momento quase não estou conseguindo fazer visitas.
    Porém tenho você no meu coração e pensamento.
    Estarei tentando deixar meu carinho também,
    parabenizar pelas postagens lindas que leio na sua postagem.
    Um beijo no coração .
    Já com saudades e muitas.
    Evanir

    ResponderExcluir
  9. E especialmente para você e para o Beto este mês de outubro é o início de um novo ciclo. Feliz Novo ciclo!!! bjão

    ResponderExcluir
  10. Boa reflexão, a qual todos nós deveríamos nos entregar. Mas nunca achamos tempo ou inventamos outra desculpa pra cabeça. Por que será, Célia? Por que fugimos do que assumimos conosco? Um grande abraço e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, Célia. Maravilhoso demais.Realidades lidas, e outras que nos fazem pensar.
    Ciclos acabam-se para iniciarem outros, e nem sempre estamos preparados para isso.Somos pegos de surpresa muitas vezes, mas creio que quando não conseguimos fechar um ciclo, seja por medo, por insegurança de fazer o errado, vem a Vida e o fecha para nós.
    Quando deparamo-nos com o novo, ficamos maravilhados, sem saber o que fazer,mas com a compreensão exata que tinha de ser por algum motivo bem especial, que talvez nem venhamos ter a ideia total, e sim parcial.
    Um beijo grande, e parabéns com louvor!
    Tenha um belíssimo dia!

    ResponderExcluir
  12. Boa noite amiga
    Que este novo clico em sua vida seja repleto de felicidade!
    Obrigada por sua linda presença em meu carinho
    Uma linda semana!
    abraço Amigo!

    ResponderExcluir
  13. Oi Célia,

    Seu texto mexeu comigo, pois estou exatamente nesta de fase de adaptação à algumas mudanças...

    Difícil, muito difícil e cansativo! Valeu muito a reflexão!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Boa noite minha amiga das letras!
    Nossa vida é dividida em ciclos,e este novo ciclo que estamos vivendo desejo que nos traga inspirações para fazermos uma viagem diretamente a nossa alma e trazermos preciosidades para dividirmos com nossos irmãos...
    Bjsssssssss

    ResponderExcluir
  15. Olá Célia!

    A vida é cíclica e dinâmica. Cheia de chegadas e partidas, idas e vindas, calmarias e temporais. Viver é aprender com tudo e todos, guardar com carinho as boas lembranças, tirar lições das adversidades e buscarmos nos renovar sempre em nosso melhor.

    Obrigado Amiga por seus comentários sempre relevantes e elucidativos lá no A arte da vida.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  16. A cada ano,

    a cada mês,

    a cada dia,

    um ciclo se fecha,

    outro se nos abre!

    Festejemos!

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  17. Espalhar ramos de junco por cima do tapete da vida
    para manter úmidos,e, nunca secos...os sentimentos!

    abraço

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.