sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Amor,



Você entrou em minha vida com 29 anos
e o recebi com ternura.
Juntos geramos outras.
Hoje, apraz-me recordações felizes.
Seus 71 anos no infinito:
- No céu, cantando com os pássaros?
- Nas estrelas, piscando para mim?
- Na lua, esperando o nascer do sol?
- No tempo divino, junto ao Criador?
Sem o tempo civil como o nosso, mas o perpétuo!
Rezo por você, oriente-nos...
Sobreviventes qua ainda somos!
Abençoe nossa neta que está chegando...
Nossa terceira geração!
Meu beijo.

Célia.

19 comentários:

  1. Que Deus* te abençoe, Célia, em todos os momentos de sua vida, e que essa neta só te dê alegrias*.
    Beijo da Mery*, um ótimo fim de semana pra todos.
    Saúde e paz!

    ResponderExcluir
  2. Uma emoção me invadiu, um sentimento que resistiu ao tempo, a separação em vida, e agora a neta que está por chegar...lindo minha querida Célia.

    Que Deus abençoe essa nova vida, essa continuação de um amor.

    Beijos com muito carinho.

    ResponderExcluir
  3. Minha querida,
    Que N.Sra Aparecida derrame suas bençãos sobre toda a sua família.
    Eu me emocionei com a homenagem ao seu amor. Há 42 anos o recebeu com ternura e ainda hoje esta ternura está manifesta nas suas belas palavras.
    muitos beijos

    ResponderExcluir
  4. Que linda homenagem... Ele está em cada partícula do universo, pode crer e quando a neta de vocês nascer, os sopros se misturarão:: vida e vida!

    ResponderExcluir
  5. Olá Célia. Bela homenagem... cheia de carinho e saudade. Pode ter certeza que as estrelas conspirarão por esse lindo momento do nascimento da sua querida netinha! Muita paz e muito amor sempre... obrigada pelo comentário sempre amável e generoso! Tenha um lindo fim de semana. Bjos! Adorei.

    ResponderExcluir
  6. Olá Célia!

    Belo versar a vida, o existir que se transforma, transcende, soma, multiplica, momentaneamente subtrai, divide. Mas nos faz infindos, espíritos eternos a se reencontrarem na trilha da evolução.

    Um abração e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Isso sim é que é saber se comunicar com o querer capaz de nos remeter ao contato que queremos ter e fazer. É assim que convivemos com quem jão não tem mais como conviver conosco.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  8. Celia,muito linda e comovente sua msg ao ser amado que se foi!Gostei demais e me emocionou!Bjs,

    ResponderExcluir
  9. Oi, Célia!
    Qualquer declaração afetiva é bela, maravilhosa, agora com emoção é a apoteose.
    Um homenagem assim demonstra todo reconhecimento e gratidão por quem sempre nos dedicou suas preocupações, enfim, sua vida.

    Parabéns pelo senso humano!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  10. Como sempre, bela declaração! Este amor é seu lenitivo, coisa mais linda! A neta é um pedaço de vocês, com certeza. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Célia, boa tarde!
    Seu poema, me fez emocionar, por ver seu amor perdurar para além de tudo.
    E que bom é ver os netos chegar, e ir vendo eles crescer, mas é a vida nem todos têm esse prazer, infelizmente.

    Beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  12. Célia que texto mais lindo! Quanta emoção!
    Adorei te visitar hoje, apareça sempre!
    bjs
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, Célia. Emocionante. O amor real não limita-se à Terra, com certeza ele ultrapassa, vai mais além, é infinito. Acredito que não esteja ao seu lado fisicamente, mas na sua alma foi marcado.
    Penso também, que de algum modo ele possa estar a zelar por vocês, seja alegrando o céu junto ás estrelas, ou acalmando o seu coração através do brilho da lua.
    O céu precisou dele, pois a sua missão na Terra findou-se.
    Eu sei como é isso, pois a minha mãe, pai, e avó estão lá também, e de uma forma eu os sinto através de sonhos que parecem tão reais...
    O amor não mudará, e sim o espaço que não é o mesmo.
    Um beijo grande para você, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  14. Que linda,Célia e ele de lá certamente te sorri e orienta...beijos,chica e obrigado pelo carinho!

    ResponderExcluir
  15. Muito bonito, querida Célia! Muito profundo, cândido e emocionante.

    Continue sempre assim e que a vossa neta chegue bem e depressa; bonita e inteligente (como a avó!)...

    Beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
  16. Boa noite querida amiga das letras!
    Hj vc me pegou,com esse post tão lindo,logo eu que sou uma incentivadora da alegria e das coisas que nos dar prazer.Ser avó é tudo de emocionante e gostoso que a vida nos dar de presente.Quero ver muitas vezes vc falar dessa neta que está chegando.
    Bjs minha flor de primavera!

    ResponderExcluir
  17. Célia, Querida

    Estive ausente e, voltando de um "certo marasmo" que nos acomete, em Certas situações", dei um passeio pelo seu "habtat" virtual e, após algumas leituras, paro nesta emocionante comunicação de amor.
    Sei bem, o que é uma saudade assim.

    Muita paz e serenidade, para você, sempre...
    Forte abraço,
    da Lúcia

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.