segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dando as cartas









Na maré de sorte jogo com a vida.
Esqueço-me da morte.
Brilhos opacos embaçam espelhos.
Driblo caminhos.
O véu que me cobria
despencou.
Aflora minha ignorância.
Em afagos me contemplo.
O olhar volta-se para longe,
fixo na tênue lembrança,
daquilo que é a vida.
Na lascívia do bem-querer
que a saudade corroeu,
surpresas, afetos,
partilhas, rupturas...
Lições do hoje que conspiram
contra tudo o que acontece.



Célia.

21 comentários:

  1. Oi Célia,


    ... lições de hoje que conspiram contra tudo o que acontece.

    Lindo! Intenso!

    Histórias que carregamos, laços, memórias...

    Beijos e uma ótima semana para você!

    ResponderExcluir
  2. Lembrei da novela Jogo da Vida, que passou há muito tempo atrás. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  3. "Vou-me embora, vou-me embora
    vou buscar a sorte
    caminhos que me levam
    não tem sul nem norte
    mas meu andar é firme,
    meu anseio é forte". (Paulo Diniz)

    Eu gostei demais de seu poema, Célia.

    um grande abraço. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Célia..

    Nossa, Amei!
    Mesmo, tendo uma suposta dramaticidade...
    "Brilhos opacos embaçam espelhos.
    Driblo caminhos.
    O véu que me cobria
    despencou."

    Há também uma ruptura com o passado...Há o hoje e o bem querer!
    Adorei.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  5. Coisas boas vividas que mudam de uma hora pra outra, e como num jogo de cartas podemos reverter o placar. Muito bonito seu poema, um dia cheio de paz e alegria.
    Ivana - Reserva de Emoções

    ResponderExcluir
  6. Oi, Célia. Às vezes é preciso mesmo jogar com a sorte. Sou sua parceira neste poema, embora eu não seja boa nas cartas. Mas na vida a gente vai aprendendo sempre, tentando fazer com que a conspiração se volte em nosso favor.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Célia! Perfeita combinação de poema e música. Ambos ótimos! Desejo que a vida sempre lhe dê boas cartas e nunca embaralhe seus planos. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ilustrou bem o poema! Vivendo e aprendendo a jogar, muitas vêzes perdendo, mas........ Beijos

    ResponderExcluir
  9. Hola Celia, tus hermosas letras son profundas,
    es un grato placer leerte.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  10. Minha querida

    Na vida realmente a sorte é muito importante...para umas pessoas tudo corre bem e para outras não.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. Belo e intenso poema Célia...excelente escolha musical...ficou perfeito e vamos indo na vida, aprendendo a jogar, ora perdendo, ora ganhando...
    beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  12. Ganhar e perder, é tudo que nos é oferecido nesse jogo de viver.

    Mas algumas vezes até perdendo, ganhamos, o juízo que o diga. rsrs

    Lindíssimo teu suspirar...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Célia, mais que jogar com a sorte, é jogar com a vida. Esse é um jogo que disputamos todos os dias ao longo de nossas vidas. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  14. Celia,nem sempre sabemos jogar esse jogo da vida,tem razão!Nos embaralhamos e não sabemos mais quais são as regras!Mas,antes ser assim,sem máscaras!Linda e reflexiva poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  15. QUERIDA
    CÉLIA
    TUDO AQUI ESTA MUITO PERFEITO.PARABÉNS.
    MAIS ESTOU AQUI PARA TE PEDIR PARA VC DEIXAR A DATA DO SEU ANIVERSÁRIO. POIS QUERO PASSAR PARA A MINHA AGENDA.Olá anjo amigo!
    Se temos de esperar,
    que seja para colher a semente boa
    que lançamos hoje no solo da vida.
    Se for para semear, então que seja
    para produzir milhões de sorrisos,
    de solidariedade e amizade.


    Beijos na alma!
    BRISA

    ResponderExcluir
  16. Olá Célia,
    Perfeita a junção poema/música, além da beleza de ambos.
    Assim é a vida...um jogo onde ora se perde, ora se ganha, mas sempre aprendemos.
    Lindo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. BOM DIA
    MENINA CÉLIA
    VC ESQUECEU DE DEIXAR A DATA DO SEU ANIVERSARIO PARA EU COLOCAR NA MINHA AGENDA BJSSSSS

    ResponderExcluir
  18. Belo!! como diz Elis:: vivendo e aprendendo a jogar!

    Confiar na maré boa é que são elas...

    ResponderExcluir
  19. Voltei para ver o vídeo, o poema e a música fizeram uma combinação perfeita, parabéns, Celinha! Bjo

    ResponderExcluir
  20. Boa noite minha amiga das letras!
    Sei que vim aqui é sempre uma novidade.Vc hj trouxe as cartas para jogar ou nos botar no seu jogo...sei não!
    Nas reflexões que a vida nos impõe existe razões existenciais com certeza.E vc sabe transferir todo sentimento em palavras...
    Bjs minha flor de primavera!

    ResponderExcluir
  21. Assim é a vida...
    Célia linda noite ,
    Belo amanhecer,
    beijos de luz

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.