sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Trocando as lentes




Penso na integridade de uma pessoa. De um ser. Como somos rudes e ferinos com nossos julgamentos! Olhar as arestas alheias é tão mais fácil, não é mesmo? Aparar as nossas, muitas vezes torna-se impossível.

Abnegar-se na compreensão. Saber ouvir e abrir caminhos. Tirar ou aplainar obstáculos. Lapidar! Inúmeras vezes preferimos ver a queda do outro.

Sentir-se completa na troca, na cumplicidade, na parceria. Estar plena na intimidade, não só de corpos, mas e, principalmente, de almas.

Todos somos arquitetos de nossas vidas. Da nossa felicidade. Dos nossos prazeres. De tantas engenhocas  que achamos necessárias... Na realidade descartáveis todas. Apenas, o que for concebido com amor, serenidade e sabedoria será seu eterno tesouro.

Ter uma visão de um Deus amigo, que nos acolhe sorridente em sua divindade masculina e feminina e que liga nossos caminhos ao paraíso que ora construímos, é mais que o suficiente.

Pense nisso e, liberte-se de muitos julgamentos.

Célia.

33 comentários:

  1. Lindo texto Célia!
    Não costumo julgar,gosto de ouvir todos os lados,mas claro,ainda me precipito nas conclusões,algo que venho trabalhando bastante.
    Trocar as lentes é ótimo.Vou tentar seguir as tuas dicas tão bacanas nesse post.
    Bom fds,querida
    Bjka

    ResponderExcluir
  2. Olá, Célia...
    Belo Texto...
    Os julgamentos realmente são ferinos, matam, ofendem, desestruturalizam psiquês...e, por nada, pelo simples fato da vontade de apontar.
    Faz muito tempo que ensino sobre "não fazer pré-julgamentos, ou julgamentos em si", que olhemos para nossos umbigos nesse sentido...
    Boa reflexão!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  3. Olá Célia,
    Você disse uma grande verdade. É uma insensatez de nossa parte vermos o mal de outrem, antes de ver o mal que está em nós. Antes de julgar o próximo deveríamos olhar no espelho de nossa alma e perguntar-nos : "Que pensaria eu, se visse alguém fazer o que faço?". Mas o orgulho não nos permite fazer tal indagação.
    Excelente texto!
    Tenha um ótimo final de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Deixe que a polícia prenda, o médico retire a bala e o juiz julgue:))) Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  5. Olá Célia. Belo texto! Uma bela reflexção! Temos que aparar nossas arestas... entender e respeitar o outro. Só o amor constrói! Belo exemplo de sabedoria. Tenha um ótimo fim de semana! Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Jogar pedras no telhado alheio é fácil né? Beijão

    ResponderExcluir
  7. Sábias palavras! Mas é preciso que o outro queira
    evoluir como pessoa...
    É lamentável, mas poucos, pouquíssimos mesmo,tem o polimento do respeito e compreensão. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Linda reflexão, amiga!
    Devemos sempre olhar o outro com os olhos amorosos de Deus. Só assim veremos o melhor em cada um.
    Abraços carinhosos,
    Angela

    ResponderExcluir
  9. Hola: Amiga Celia que razón tienes mujer.
    Es verdad, todos somos arquitectos de nuestras vidas, de nuestro sentir, de nuestras penas, de nuestra felicidad y de la felicidad de nuestros semejantes, tratándoles con humildad -amor y respeto.

    Gracias por compartir tan bello texto.

    Te dejo mi gratitud y estima. Un abrazo y se muy feliz.

    ResponderExcluir
  10. Célia, às vezes é fechar mesmo os olhos falhos e o cisco sai com o choro (mesmo de homens), certos brilhos que parecem nos arder à vista, trepidar as visões e lá está sempre presente o horizonte a rir de nós. Falando mais nas lentes, tenho duas encavaladas no meu nariz e não vivo sem elas, às vezes minha mulher viaja, mas se eu ficar sem as lentes, ai de mim. Quando ela volta está mais bonita e minhas lentes são as mesmas, talvez polidas por algum mágico noturno. Abção, Célia e desculpe-me que falo muito.
    Camilo

    ResponderExcluir
  11. Precisamos, devemos, criar o nosso paraíso...

    ResponderExcluir
  12. Muy reflexivas tus letras, un placer leerte.
    que tengas un feliz fin de semana.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  13. Bom domingo minha amiga das letras!
    Texto bem reflexivo com um teor de sabedoria da qual sabes esplanar muito bem...
    Sabes tbm que te admiro em tudo que escreves...
    Aproveito para te convidar a passar no blog do meu amigo Daniel para ver o dueto que ele me botou,kkkkkkkkk

    http://encontroslusobrasileiros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Célia

    "(...)o que for concebido com amor, serenidade e sabedoria será seu eterno tesouro.(...)".
    Da Bíblia: "Não julgueis para não serdes julgados".
    Quando o verdadeiro Amor existe, não é necessário haver alertas porque a harmonia é a Luz que guia e endireita caminhos.
    Belo texto meditativo.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. MInha visão se tornará clara somente quando eu olhar para dentro de meu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda.

    Gostaria de contar com o seu apoio para realizarmos a primeira feira dos novos autores, para tanto, precisamos chegar nos 2000 seguidores, exigidos pelo patrocinador que realizará este evento.
    É muito fácil! Basta seguir http://clubnovosautores.blogspot.com e nos deixar um comentário - " EU APOIO OS NOVOS AUTORES!"

    Aqui, estou te seguindo e contando com o seu apoio!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Muito bom seu texto. Se nos abstivermos de julgar, já estaremos contribuindo para um mundo melhor. Não nos cabe fazê-lo. Todos somos frágeis e erramos. Se não podemos ajudar alguém a se levantar, melhor não dizer nada.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  17. CÉLIA QUERIDA,
    ADOREI O QUE VC DISSE...

    "Apenas, o que for concebido com amor, serenidade e sabedoria será seu eterno tesouro."

    ISSO JÁ É O SUFICIENTE PARA VIVERMOS EM HARMONIA E PAZ.
    PARABÉNS PELO REALISMO DE SEU TEXTO.MUITO BOM!
    QUEM SEGUE OS ENSINAMENTOS DE JESUS GANHA UM TESOURO ETERNO...
    BEIJOS E FIQUE COM DEUS!

    ResponderExcluir
  18. Coincidentemente, há três dias, estou de lente nova, literalmente: agora, vejo melhor, pelo olho direito. A lente do olho esquerdo, foi trocada no ano passado.

    Mas entendi, perfeitamente, o seu "Trocando de Lente", Célia. Texto excelente! É isso mesmo, amiga, a vida é simples se a olharmos com bons olhos, cada um cuidando de si, mas estendendo a mão ao outro, humanamente, serenamente.
    Isso, é Harmonia, com o Universo nos cerca, com o que há de Divino, em nós...

    Produtiva e feliz semana!
    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga. Mais uma vez estou aqui relendo este belo texto... Sabedoria e serenidade é o bém maior que todos nós precisamos. Obrigada pelo carinho e generosidade!Será sempre um prazer recebê-la. òtima semana pra vc! Bjos.

    ResponderExcluir
  20. Hola amiga, ciertamente que somos dueños de construir nuestra felicidad, Dios es glorificado cuando el hombre es feliz, esa es la misión .
    Muy agradecida por sus bellas palabras
    Con ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  21. Oi, Célia!
    Detectar "defeitos" nos outros, todos são capazes, agora perceber e enaltecer virtudes, nem todos. Mas isso é intrínseco da humanidade, praticamente impossível de mudança. A proposta de seu texto já é um começo brilhante.

    Parabéns pela lucidez!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  22. Nossa, Célia!
    Julgamentos existem em todos os cantos que passamos, inclusive no mundo virtual. Visitando os espaços dos amigos, os comentários das pessoas revelam um pouco de si, e esse belíssimo texto me fez lembrar de muitas coisas que vejo no mundo virtual. Mesmo sem conhecer você sente as pessoas. Gosto muito de você, Célia, uma semana maravilhosa, um forte abraço.

    Obs.: "Inúmeras vezes preferimos ver a queda do outro"
    Como gostaria de acreditar que isso não existe!
    Ivana.

    ResponderExcluir
  23. Bom dia Célia querida


    Lindo seu texto, como sempre muito realista e sincero.

    Acho que não só precisamos trocar as lentes, mas aprendermos a olhar para dentro de nós, ao invés de tão comodamente achar defeitos e erros nas outras pessoas.

    Beijos e uma linda semana
    Ani

    ResponderExcluir
  24. Bom dia, Célia
    Não tenho muito o hábito de julgar as pessoas só pelas aparências, e a minha tendência natural (no que, às vezes, até sou censurada...) é de ver sempre o lado melhor de tudo.
    E quando acontece, apesar disso, eu julgar alguém e verificar que me enganei... meu Deus! é uma verdadeira doença para mim.
    Não quero dizer com isto que seja melhor que os outros. Nem pensar! É apenas a minha maneira de ser e nada mais.
    Gostei muito de sua reflexão.

    Boa semana. Beijinhos, minha querida.

    ResponderExcluir
  25. Belissimo o texto que escrevestes hoje.É para lêr e reler muitas e muitas vêzes.Que tenhas uma Ótima semana e deixo aqui um grande abraço.

    ResponderExcluir
  26. Sábias palavras. E muito profilática a sugerida troca de lentes - mesmo que seja de vez em quando, no meio dessa roda vida que nos engole a todos. Valeu a injeção de ânimo, Célia. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  27. Celia,divina inspiração,amiga!Tive que compartilhar!Bjs,

    ResponderExcluir
  28. Que lindo texto! E quantas verdades nele contidas...
    Não julgar é uma coisa muito difícil pra mim...Por mais que eu não queira me vejo fazendo isto em pensamentos...Mas eu vou continuar lutando contra isto, pois, o que eu mais admiro em um ser humano é a capacidade de compreender.

    Boa semana querida!

    ResponderExcluir
  29. Oi, Célia! Libertar-se dos julgamentos não é fácil. E olha que tenho tentado. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  30. CELIA


    COM UM BEIJO

    Vida...

    Que será?
    Como será?
    Como a descrever?

    A vida é tanta coisa
    É tão linda...
    É tão feia...
    É cor de rosa...
    Ou até cinzenta...

    Mas é...
    Porque a sentimos...
    A vemos passar...
    Quase sempre a Correr...

    E nesta vida...
    É o que tu dizes...

    Há-de cantar...
    Há-de colorir...
    Há-de gritar...
    Mas há-de gritar...
    Mas há-de sempre...
    Saber encantar...

    No sonho...
    No amor...
    No sofrimento...
    Na dor...

    E voltas a dizer...

    Há-de chorar...
    Há-de fazer rir...
    Há-de sorrir.

    E eu digo-te...

    Vamos sorrir...
    Gritar e para sabermos...
    O que é a vida...
    Vamos Amar!...

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  31. MUITO BOM, Célia amiga!
    Parabéns por este texto.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  32. Texto para ler refletir e colocar em prática...
    Célia,linda semana ,,,
    beijos de luz

    ResponderExcluir
  33. Deus completa nossos quebra-cabeças, não é mesmo, Célia?

    Abração!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.