terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Fantasias



Brincava com um lençol,
e era um fantasma!
Na vassoura, uma bruxa!

A escada era o palco,
a vassoura o microfone,
cantava e dançava
era grande artista!

Projetava em ilusões,
o futuro da vida...
E, o príncipe era encantado!

A realidade se fez.
Fim das fantasias,
ruiu o castelo de areia!

Devaneios em pesadelos,
a princesa não soube
beijar o príncipe, e ele se foi.

Despertou e hoje, desvenda sonhos,
com infinita paz interior,
apenas do "Ser".

Célia 

27 comentários:

  1. Oi Célia, lindo poema nostálgico, lembranças lindas de sonhos também lindos, que pena que ruiu o castelo de areia!
    Abraços minha linda amiga.
    Ivone

    ResponderExcluir
  2. Célia querida, vivi todas essas fantasias e infelizmente a realidade em mim também se fez presente e não só ruiu os meus castelos de areia, assim como grande parte de minhas esperanças.
    Ainda desejo despertar e sentir essa paz interior.

    Beijos com carinho e o desejo de uma noite de paz.

    ResponderExcluir
  3. Passando para desejar uma 4ªF iluminada e repleta de bênçãos! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Célia:
    poema que traduz toda uma vida, muito singular, mas parecida com tantas outras,as dos anônimos de todos os dias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Célia minha linda!!!!!!!!!!!!!!!
    Vim correndo te pegar pelas pernas e te derrubar,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    De todos os comentários que já deixastes nos meus posts.Que foram todos.nunca falhastes em nenhum.O de hj foi fenomenal para minha cabeça...pq não tinha me tocado que estava desfilando nessa praia.Realmente,como trabalho com moda ,nem sei mais destinguir quando sou eu e quando estou fazendo moda.Mas seja como for ,sou eu mesma,de qualquer jeito,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Pessoalmente sou a continuação das imagens aqui registradas...as escritas é de um coração apaixonado,que anda se rastejando e amando a cada dia mais,kkkkkkkkkkkk,da minha maneira,kkkkkkkkkkkkkkkk
    Agora prá vc tiro sempre o chapéu.pois tuas escritas penetra nos labirintos da minha memória.És uma nostálgica que implanta nas letras relatos que me faz viajar no teu silencioso mundo.
    minha querida!Ainda volto para ler e comentar o que não li ainda.
    Estava viajando,ou melhor repousando em paisagens lindas...aquelas que vistes lá no meu cantinho.
    bjs para rechear teu dia !

    ResponderExcluir
  6. Lindo, Célia! Gostei muito. Uma vida toda, em alguns versos. Parabéns e muito obrigada pelo carinho! Além de talentosa e perspicaz, você é um amor. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ah,essas fantasias de criança deveriam durar a vida inteira!Linda sua poesia,Celia!bjs,

    ResponderExcluir
  8. Se o príncipe se foi era porque a princesa merecia
    algo melhor... O encanto da vida não se faz só
    com príncipes. A princesa pode encontrar a felicidade,
    independente de sapos ou príncipes! No fundo, tudo não
    passa mesmo de uma grande ilusão!
    Um beijo da fada madrinha!

    ResponderExcluir
  9. Olá Célia, concordo com a Anne, as fantasias deveriam durar a vida inteira, mas muitas vezes acabam por que nós mesmos as desmanchamos! Um belo dia p ti! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Despertou e hoje, desvenda sonhos,
    com infinita paz interior,
    apenas do "Ser".
    Desvendar os sonhos vividos e sentir gde paz interior por ter tornado estes sonhos reais....
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Célia
    O mais importante de tudo, foi você ter mantido a paz interior, isso não tem preço. Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Encantados detalhes que não morrem com o passar do tempo,
    só enriquecem de brilho a bagagem da alma sobrevivente. BG

    Adorei o poema, o blog e por isso fiquei! Grande abraço!

    Bruno

    ResponderExcluir
  13. Oi Celia,

    Posso estar enganado, mas uma tão bela e sensível composição poética como essa não pode ser somente fruto de tua imaginação, há que se ter raízes profundas, no coração. Noutras palavras, corrija-me, achei lindamente biográfico.

    Um longevo e respeitoso abraço!

    ResponderExcluir
  14. O castelo precisa ruir para que em seguida venha o sonhos real, e consigo a paz! abraços

    ResponderExcluir
  15. E o importante mesmo é o SER!
    P'ra frente, querida Célia!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Muito lindo mesmo!
    Adorei o seu blog!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Lindo. Muitas vezes os castelos são desfeitos para dar lugar á outros. Bjs

    ResponderExcluir
  18. Lindo poema!
    Beijinhos no coração
    Joana:)

    ResponderExcluir
  19. Que belo poema Célia, você me fez relembrar um pouco de minha infância, quem dera podessemos voltar e viver tantos momentos bons!
    Realmente nossos castelos de areia desmoronam!
    Muito obrigado pela partilha!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  20. Lindo poema! Mas a princesa soube beijar o príncipe sim, são coisas que acontecem sem nossa vontade. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Lindíssimo Célia, o seu poema. Muito profundo!
    Os castelos costumam ruir mesmo, não só os de areia.
    Antes ruir de que ficarem assombrados.E, desvendar sonhos apenas "sendo"...não é para qualquer um, principalmente na paz!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  22. Oi Celinha, que lindo poeminha, tambem ja fui princesa e tive um principes encantados, rsrs...a realidade é um pouco diferente, fazemos tudo que podemos, mas nem tudo depende de nós.
    Bjs flor e lindo findi semana.

    ResponderExcluir
  23. Olá Célia,

    Bela história, em versos, de uma trajetória de vida.

    LINDO O POEMA! Você é muito talentosa.

    Desejo-lhe um lindo final de semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Célia,

    É tão ténue a linha que separa a fantasia da realidade!...


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  25. O mundo é de fato uma fantasia, algumas vezes sonhamos com os olhos bem abertos!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.