domingo, 29 de janeiro de 2012

Gerundiando vidas












Podemos ficar em silêncio
que há compreensão, e
tudo o que compõe o ambiente
torna-se supérfluo:
objetos, formas, cores, flores,
pessoas, sons, vozes, não interferem...

Apenas, nós que juntos
passamos por situações que nos aproximam
assinamos nossas vidas.

O tempo é relativo.
A intensidade e a felicidade, essenciais
no marco da nossa história.
Significamos muito um para o outro.
Limite das emoções.

Célia Rangel.
(imagem Google)

37 comentários:

  1. Oi Célia,

    e assim vamos vivendo,
    o gerundio de nossas vidas.

    Lindo!

    Abraços e bom domingo

    ResponderExcluir
  2. Belo texto Célia, uma declaração de amor, entre duas pessoas em perfeita sintonia! Assim foi o meu entender, adorei!Bjos e bom domingo!

    ResponderExcluir
  3. maravilhoso esse texto Célia, sai do fundo da alma parabens, bom domingo muita Luz e paz em sua vida.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  4. Que bonito,Celia!O silencio a dois pode ser extremamente agradavel!Nem sempre necessitamos das palavras!Lindo texto!Bjs e bom domingo!

    ResponderExcluir
  5. Sempre com um Ótimo texto, disse tudo, não tenho o que complementar com as minhas humildes palavras, bjs, e uma Ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. Que maravilha de texto, me emociona, tão sensível, assim diria Cora Coralina, tão meigo tão terno e tão seu!! adorei aqui, e fico seguindo, aqui te leio e te persigo!! mil beijosssss e abraços de urso!!
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  7. Venho novamente agradecer a você pelas orações e pelo seu carinho!
    Meu Deus lhe pague!
    Deus lhe abençoe muito e derrame sobre você milhares de bençãos!

    ResponderExcluir
  8. Sim, amiga!

    Quão relativo é o tempo!

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  9. Oi Celia
    Que belo texto de hj!
    Sabe que dei risadas com seu comentario sobre petiscos e chas da China? rsrsrsrs
    Éca mesmo!!!
    Bjos de luz pra ti e ótimo começo de semana

    ResponderExcluir
  10. O tempo, neste caso, é o gerúndio. Inteligente;) Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  11. Célia, boa noite, amiga!
    Concordo com você, no silêncio vemos, sentimos e (nos)entendemos melhor, o silêncio vale ouro se soubermos fazer dele nosso amigo. Um forte abraço, Divino seu poema.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Fiquei muito feliz em conhecer o seu blog.
    Gosto muito de ler textos e poemas, isso faz com que eu cresça cada dia mais.
    A vida se torna interessante, à medida que encontramos pessoas como você.
    Grande abraço
    Se cuida

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pelo carinho! Ótima 2ªF! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Celia, bom inicio de semana, luz e paz em sua vida, verdade pura que no silêncio nos entendemos melhor e nos conhecemos profundamente, parabens pelo texto, bjs no coração.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  15. Oi, Célia! Voltei. Estou quase ótima. Gostei do poema. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá. Gostei muito do teu blog e de cada post individualmente. Muito bonitos e escritos com a alma. Seguindo e te esperando no meu blog :)

    http://soentrenosmulheres.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. No momento que estou vivendo (doença do marido) este texto tocou-me particularmente.
    Gostei muito.

    Obrigada pelo apoio lá na minha «CASA». Começo a ficar um bocado saturada de não poder fazer no blog aquilo que me apetece... qualquer dia desisto.

    Votos de ótima semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Curioso como você capta no ar os mistérios do tempo, acho que tens um relógio dentro do coração, mas que não marca horas e sim momentos, isso faz toda diferença e talvez explique esse teu dom.

    Uma semana maravilhosa para você!

    ResponderExcluir
  19. Que poema mais divino Célia...ameiii...o silêncio pode ser muito revelador.
    Beijos e ótima semana, amiga,
    Valéria

    ResponderExcluir
  20. Quando o essencial se faz presente, não importa tempo e espaço.
    Basta o momento...
    abraço

    ResponderExcluir
  21. Célia, o silêncio a dois, muitas vezes nos completa.
    Gostei do título de seu poema, original.

    Beijos com carinho.
    Tenha uma semana de paz.

    ResponderExcluir
  22. Oi, grande amiga Célia!
    Quando o sentimento é recíproco, até mesmo com os gestos nos entendemos.
    É bom gerundiarmos, pois,o gerúndio é o tempo presente, o agora; é o momento em que a vida está sendo vivida e sentida.

    Poema magnífico!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  23. Palavras às vezes bastam para falar da falta delas. Com sua licença, deixe-me usar uma só: parabéns.

    ResponderExcluir
  24. Sem palavras para expressar a beleza de seus poemas.
    Sinceramente, deveria pensar em publicá-los. São muito bons mesmo! Um talento que me encanta!
    Deus te ilumine cada vez mais, amiga!
    Abraços, com carinho,
    Angela

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde amiga,
    Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
    Sua presença é muito importante em meu cantinho, por esta razão veio lhe agradecer o seu carinho de sua amável visita sempre.
    Assim que poder asse o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
    e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
    Obrigada de todo o coração!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  26. Espetacular o seu labor poético confeccionado e publicado com esmero
    uma delícia... voltarei sempre. Estamos lá veja se gosta.

    ResponderExcluir
  27. Célia,

    As emoções não têm limite... são sempre imprevisiveis!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  28. Olá Célia,

    Quando os corações se entendem não há necessidade de palavras. O tempo ou o lugar passam a ser relativos.

    Belíssimo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Célia, vim apenas lhe agradecer pelos seus comentários que são ao mesmo tempo incentivo e ânimo para a caminhada de nosso Blog!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  30. Brilhante querida amiga Célia! Somos todos abraçados pela emoção. A poesia é a forma mais clara de um estado de emoção, se é que me faço entender. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  31. Tenho dito sempre: o silêncio,
    é um dos maiores "cúmplices",
    no entendimento a dois, em
    todos os tempos...

    Um abraço, Célia,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  32. ¡Hola Célia!!!
    Buenas noches amiga: preciosa tu entrada -tu poesía. Estoy de acuerdo con lo que dicen tus letras.
    No aprovechamos la vida, es más, la desperdiciamos, en cosas irrelevantes. Dejando de oler una flor, o a amar todo lo que nos rodea, la naturaleza y las personas.
    ¡Que hermoso es encontrar un amigo/a -abrazarnos y decir te quiero! Pues mañana puede ser tarde. Aprovechémosla pues.
    Te dejo mi gratitud y mi admiración Un abrazo y se muy feliz.

    ResponderExcluir
  33. Sou e sempre serei sua amiga.
    A amizade é como uma planta que
    precisa todos os dias ser cultivada.
    Quero sempre estar pertinho de você
    deixando a marquinha que estive aqui no seu blog.
    A amizade verdadeira é isso desejar estar perto
    sem medir sacrificios acariciando o
    coração amigo.
    Beijos no coração.
    Sua amiga fiel para sempre.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  34. Belo alvorecer querida!
    Estou velando o teu sono...gerundiano nesse tempo tão presente...mas me deliciando com tuas escritas...
    bjs minha flor!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.