sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Menina- moça














Sentada à mesa em sua varanda, saboreava seu sorvete na delícia de esperá-lo.  Era quente o desejo de vê-lo, ouvi-lo, falar-lhe, saborear seus beijos e congelá-los para sempre.

Não havia pretensão de tempo. Apenas, o amor a ser vivido entre eles.  Na linguagem do olhar, não havia pressa. Nem cobranças. Apenas, entrega. A autorização de amar vinha das entranhas. Sem leis. Sem códigos sociais. Sem temeridade alguma. Apenas amar e se permitir. Cumplicidade.

Hoje, ainda menina-moça nos sentimentos e ideais, vê que a mesa está vazia. Derreteu-se o sorvete. O tempo foi implacável. Descongelou imagens. Nos vincos das rugas escondeu o beijo e o amor. Existência teimosa insiste na felicidade destoante. Busca incansável. Sabe que o tempo hoje escorrerá por entre os dedos, sem mais nada poder fazer.

Então vive, sorri, canta, embala sonhos e provoca sua vitalidade. Original, sempre. Genérica, nunca. Não se dá por vencida. Não há prazo de validade. É intensa. Provocante. Desafiadora.

No êxtase final sabe que sentirá a tepidez da pele com que se reveste. Única indumentária. Que o momento seja único, abrasador e volátil. E, a música, a mesma: The End – Earl Grant...  




Célia Rangel.


20 comentários:

  1. Célia
    Uma mulher de fibra, que não se dá por vencida, o tempo muda as formas, as cores, mas não a vontade de realizar sonhos. Um dia maravilhoso pra você, bjo

    ResponderExcluir
  2. Mulher Determinada. Acredito que para se conquistar o que deseja tem que ser na base dos obstáculos, caso contrario você não tem o prazer das conquistas obtidas.

    ResponderExcluir
  3. Nossa que lindo, embora triste p quem tem medo do tempo, o que não é o caso desta mulher que se renova com ele e não se deixa vencer! Abçs Celia, belo texto!

    ResponderExcluir
  4. Minha amiga das letras!
    Estava cheia de saudades de vc e das tuas escritas...
    Fiquei surpresa essa maneira de escrever esse texto.
    Sabia que me deixou congelada por alguns minutos,fiquei tão emocionada com a largura das palavras que sentimos que somos o protagonista dessa linda história...
    Bjs minha querida e amiga!

    ResponderExcluir
  5. Olá Célia!
    Excelente post, tudo a condizer a imagem com todas a comodidades, o poema divinamente bem escrito, até quase que se sente o cheiro do gelado derretido, tive a ouvir o vídeo quase que comecei a dançar sozinho.

    beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  6. Celia,que bela e comovente história!Um amor que se foi, mas que não a fez desmoronar,pois sabe que um dia se reencontrarão!Linda canção!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. A mesma música, a mesma história e outros personagens, é a vida! Emocionante, Célia. Bom fds, beijo grande

    ResponderExcluir
  8. Tão encantadora, você colocando um espelho diante das cores de um coração e revelando as mais belas cores em forma de palavras...

    Um final de semana de cores sutis para você!

    ResponderExcluir
  9. "Diga que me ama e nosso amor pra sempre irá durar"!!!...lindo!

    Todo amor deveria ter esse THE END!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Amiga Célia,

    Adorei o Original sempre. Genérica nunca. Ótimo!!!!

    Muito bom o texto!

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, Célia. A intensidade do amor passado(não por vontade própria), permanece vivo no coração que amou e ama com uma beleza e entrega rara de ver-se.
    Muito linda e verdadeira essa inspiração.
    Guardar um grande amor na lembrança, alimenta a alma.
    Um beijo, e fique na paz!
    Tenha um fim de semana abençoado!

    ResponderExcluir
  12. Hola Celia siempre eres original,
    feliz fin de semana.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  13. Que estejamos sempre e em cada momento na sintonia do amor.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  14. Célia uma maravilha de texto,amei ler a levesa de suas palavras...
    O tempo pode mudar as formas e cores mas não a mulher que existe dentro de si...
    Amiga lindo sábado...
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Célia, um grande beijo nesse seu coração. Coração, esse, que nos brinda com belos textos e mensagens tão significativas. Muito bom nas oportunidades que tenho, poder passar por aqui e contemplar suas belas publicações. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Lindo, Célia! Chegou a emocionar-me.

    Um post encantador, fazendo uma bela junção com o vídeo.

    Tenha um ótimo final de semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Às vezes penso, a felicidade, quando está no outro, é felicidade? Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  18. Querida Célia

    Síntese de uma vida onde reina o Amor; passado ou presente, mas memórias e sentimentos.


    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi Célia,
    gostei muito do post.
    Tenha um´ótimo começo de semana, bjus...

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.