sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Sou? ... Nem sempre...
















Nem mesmo com uma lupa
Descubro você.
Incógnita, superficial, esvoaçante.
Um sopro e se esvai pelos ares.
Uma pluma com seus feitiços acariciantes.
Enquanto espero sua chegada,
Não mais a vejo, pois saiu nas entrelinhas.
Ah! Inspiração! Por onde andas?
Brincando de esconde-esconde,
Ou de pique-pega...
Deixou uma lágrima dependurada
Na menina dos olhos que não sabe mais brincar.
Pensa... Pensa... Pensa...
Muda tudo e a fantasia aparece!
Enlaça-se na bruxaria das palavras,
E cria... cria... cria... nova alquimia.

Célia Rangel.

40 comentários:

  1. Bom dia, Célia. Amei o seu jogo de palavras tão talentosamente feito aqui.
    A inspiração é uma divindade, e como tal tem seus dias de ser temperamental, e fazer o que quer e quando quer. Somos seus filhos obedientes que acatamos suas palavras, quando ela do exílio sai.
    Um beijo na alma!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Patrícia! Obrigada! Você é de uma sensibilidade à toda prova!
    Beijo da Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá Célia, deixando meu abraço e adimirando toda a inspiração que te leva falar da falta de inspiração, rsrsr vc é muito talentosa! Abçs e ótimo FDS

    ResponderExcluir
  4. Célia,
    Amiga, estava assim...não encontrava inspiração, estava agoniada, e nesse exato momento fiz um poema que postei agora, acredita? Fiquei feliz!!!
    E a inspiração voltou para você de forma brilhante, não tinha dúvida disso! Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então, Ivana... a danada da "inspiração" é uma brincalhona! Detalhe: não estou conseguindo postar em seu blog... porta fechada em comentários!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  5. Olá, Kellen... enorme é a transpiração para obter um pouco de inspiração! Valeu, menina! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  6. Célia, você já sabe que é uma alegria retornar no seu Blog. Belíssima mensagem!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Anderson! Muita paz e alegrias para você!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  7. Oi Célia querida,

    a inspiração as vezes pega no sono lá no fundinho do coração. E nós, eternos amantes dessa companheira adorável, nos sentimos sozinhos. Mas esta aflição dura pouco, uma vez que a morada da imginação é no coração de quem escreve.

    Lindo poema! Brincadeira perfeita!

    Beijos amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei a sua conclusão... é isso mesmo que acontece!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  8. Boa tarde minha amiga das letras!
    "...Enlaça-se na bruxaria das palavras,
    E cria... cria... cria... nova alquimia."

    foi assim que te conheci...virando alquimia nas palavras das quais sempre me deixa encantada,kkkkkkkkkkkkkk
    Que lindo né minha amiga!Vc sempre me fazendo acreditar no seu talento...
    Bjs de uma tarde de verão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Severa! Sua presença é muito esperada e seus comentários arquivados no coração! Obrigada!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  9. Quanta generosidade, Severa! Obrigada!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  10. Célia,
    Não sei o que está acontecendo com meu blog, outras pessoas comentaram esse problema comigo, vou procurar saber o que está acontecendo, um abraço, e obrigada por me avisar. Um ótimo fds, bjo

    ResponderExcluir
  11. Menina CÉLIA, você usa o jogo das palavras tão bem. Parece até que você descreveu minha filha. Ela é exatamente assim!

    Lindo poema!
    http://pequenocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser muito adorável sua filha!
      Obrigada por sua presença e cativante comparação!
      Beijo da Célia.

      Excluir
  12. Célia, deixe a alquimia acontecer naturalmente...
    Enquanto isso, nós seus leitores, vamos degustando outras poções existentes bem aí no fundinho...Lindos versos!
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Suzete! Valeu, orientação arquivada!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  13. Olá Célia,

    Espetacular!
    A falta de inspiração rendeu-lhe um poema criativo e inspiradíssimo, com um talentoso jogo de palavras.

    Parabéns!

    Ótimo final de semana para você.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera Lúcia! Com um incentivo desses será difícil perder a inspiração! Obrigada!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  14. Olá Célia!
    Afinal estava tão perto,no lugar certo onde sempre está, às vezes está apenas um pouco mais preguiçosa, mas sendo tocada sai toda desembaraçada, e sai estas maravilhas, que sempre nos presenteias.

    Bom fim de semana,
    beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, pela sua elegante presença!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  15. Muito ,muito lindo este texto poético de hoje.Gostei demais.Tenhas um bom fim de semana e aqui deixo meu grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Suzane pelo seu carinho e presença!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  16. Olá, amiga Célia!
    Parece que ficamos a vida toda à procura de alguém que nos faça felizes, às vezes, encontramos por um momento, mas, depois a busca continua.
    Você faz poesia com grande maestria.

    Parabéns pelo dom poético!

    Abraços fraternos do amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Bento! Obrigada pelo conceito às minhas produções e presença amiga! Abraço da Célia.

      Excluir
  17. Querida Célia, mais vez deixo para ti, um beijo no seu rico coração. Bela e inspiradora poesia querida amiga. Muito obrigado por suas visitas ao nosso espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, PC... ler o seu blog é rico aprendizado!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  18. Olá Célia!

    Que bela imagem, alquímica magia da inspiração, tecendo nas entrelinhas dos versos, a poesia que escorre como orvalho de emoção.

    Um abração e bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antonio... emoção é o meu elixir de vida!
      Obrigada, abraço da Célia.

      Excluir
  19. Célia, que bom que conseguiu comentar, estava sentindo sua falta, seus comentários fazem falta. Caso você não consiga comentar, usa outro navegador, o problema está no navegador. Um ótimo fds, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ivana... penso que o "blogger"... também tem seus dias de TPM!! Abraço, Célia.

      Excluir
  20. A inspiração por vezes prega-nos cada partida!... Mas para si ela logo aparecerá. Como que por magia.

    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amiga!Cruzando "mares" estamos juntas sem naufrágio, nessa empreitada de blogueiras!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  21. Olá, Célia. Desculpe a falta! Problemas também com o navegador. Que maravilha seu poema. Adorei! Deixo um abraço e um bjo com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Incrível, Cidinha, como ficamos "escravas tecnológicas", não é mesmo? Obrigada por seu comentário!
      Abraço, Célia.

      Excluir
  22. A inspiração brinca de esconde-esconde, mas logo se mostra. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Yayá... obrigada por sua presença!
      Abraço, Célia.

      Excluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.