terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Excesso de peso




Não há regime que dê resultado

Ao peso da ignorância

Ao peso de ser a melhor

Ao peso da perfeição

Ao peso de querer agradar sempre

Ao peso de amar sem ser amada

Ao peso da infidelidade

Ao peso da infelicidade

Ao peso da autossuficiência

Ao peso de acumular nos ombros

Peso alheio...

Desvencilhe-se e emagreça

Na medida certa da sua identidade

Para ser você e mais ninguém.

Célia Rangel, autora
(Membro da Cia dos Blogueiros
Clube de Autores) 


36 comentários:

  1. Olá Célia!
    Essa é uma boa dica de regime para a vida: “Desvencilhe-se e emagreça na medida certa da sua identidade para ser você e mais ninguém”
    Parabéns pela escrita!
    Abraços.
    Convido para que leia e comente “RODOVIA CÂNDIDO PORTINARI” no http://jefhcardoso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Célia, bom dia!
    Este é um regime bom, como todos não é fácil de fazer, mas o resultado é sensacional! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, Célia, esse poema tem muitas verdades importantes! Deveria ser lido e entendido por todas as mulheres. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá, grande amiga Célia!
    Seu poema é uma ótima metáfora.
    Acredito que não há dieta nem regime para aplacar também o peso da consciência, pois por mais leve que seja, derruba-nos.

    Parabéns pelo inspiração!

    Abraços do amigo de sempre!

    ResponderExcluir
  5. Perfeito Célia, muitas pessoas se preocupam apenas com o peso da balança e esquecem de emagrecer certos comportamentos, adorei, muito criativo! bjooos

    ResponderExcluir
  6. Célia :) Quando comecei ler pensei que fosse ser um texto ou poema clichê sobre peso e auto estima. Mas como sempre fui surpreendida pela tua mente brilhante. Amei e vou até compartilhar no meu facebbok. Bjo linda.

    http://soentrenosmulheres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Célia :) Quando comecei ler pensei que fosse ser um texto ou poema clichê sobre peso e auto estima. Mas como sempre fui surpreendida pela tua mente brilhante. Amei e vou até compartilhar no meu facebbok. Bjo linda.

    http://soentrenosmulheres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. A grande maioria das pessoas se preocupa com o peso corpóreo e esquecem de “emagrecer” nas coisas que de fato fazem mal, como por exemplo, condutas comportamentais.

    Adorei o texto!
    Meu carinho!
    http://pequenocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Fantástico poema Célia, com toda certeza quem se desvencilha de todos estes pesos inúteis, se faz livre, se faz leve e feliz...
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  10. Célia, livres desses pesos, o ser humano melhorará em muito a sua saúde mental e por consequência à espiritual também. Um beijo no seu lindo coração.

    ResponderExcluir
  11. "Na medida certa da sua identidade
    Para ser você e mais ninguém"...
    É neste importante "final" que está
    o "X" da questão.
    Desvencilhar-se,é preciso,
    para "emagrecer" a contento!

    Muito bom, Célia!
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  12. Olá minha amiga!
    Adorável seu poema,realmente quem tem esses pessoa não é uma pessoa feliz.Temos que pensar no regime da vida,daquilo que nos faz crescer.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  13. Oi Célia,

    Grandioso poema!

    Dieta perfeita para tornar nossa caminhada mais leve e saborosa.

    Gostei demais!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Muito bacana sua reflexão Célia, que Deus te inspire sempre mais, para crescermos sempre mais!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Muito bom, Célia! E muito giro. Mais um que vou copiar...
    Beijinhos, querida poeta!

    ResponderExcluir
  16. Este poema diz do conselho de não se viver o que não é da gente, inteligente. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  17. Perfeito, Célia!
    Um poema que provoca reflexão!
    Parabéns, amiga.
    Abraços, com afeto e admiração

    ResponderExcluir
  18. A cada dia fico mais intolerante com os invasores! abraços

    ResponderExcluir
  19. QUANTA MORBIDEZ NESSE PESO!!!! BELO VERSO, CÉLIA.
    JÁ CHEGUEI A VOMITAR ( desculpa o termo, mas em psiquiatria é assim que se expressa)PELO INCÔMODO QUE ELE TRAZ...
    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  20. Bom dia amiga e irmã Celia, parabens pelo lindo texto e seu significado, para certos "pesos" não existe dieta sim fraternidade, caridade e amor, bjs no coração que seu dia seja iluminado e de muita harmonia.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  21. OI Celinha, isso realmente é peso-pesado. Mas o bom é saber que se podemos nos livras deles a qualquer instante, basta tem boa vontade e perseverar.
    Lindo versos.
    Bjs e otimo dia pra voce

    ResponderExcluir
  22. Nossa Celia,que poesia mais linda!Me falou á alma,adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  23. OI CÉLIA!
    ESTE É O PESO MAIOR, CARREGAR O PESO DOS OUTROS.
    DEVEMOS SER SOLIDÁRIOS,SEMPRE TENTAR AJUDAR A QUEM PRECISE, SEM NO
    ENTANTO, ESQUECERMOS QUE TEMOS DE ESTAR FIRME E FORTE PAR CARREGARMOS NOSSO PRÓPRIO PESO, INCLUSIVE AQUELES QUE A VIDA NOS IMPÕE QUE TEMOS O DEVER DE CARREGAR.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Oi Celia.
    Um abraço bem grande.
    Tudo de bom pra você.
    Gabriel

    ResponderExcluir
  25. Nossa excelente post Celia.
    Belas palavras pra quem quer emagrecer na medida certinha do amor.
    Beijos e ótima noite de sono

    ResponderExcluir
  26. Linda poesia, Celia, e a parte em que disse "Ao peso de amar sem ser amada; Ao peso da infidelidade; Ao peso da infelicidade", trouxe-me à lembrança um texto que acredito, pode agradar-lhe. Chama-se "A nova mulher, o velho homem e o tradicional casamento".

    Te convido, e também aos leitores do seu blog a ler: http://nanoberger.blogspot.com/2009/09/nova-mulher-o-velho-homem-e-o.html

    Grande abraço!
    Adriano

    ResponderExcluir
  27. Bom dia Célia querida

    Adorei o post.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde, Célia. Não há regime contra nenhum desses pesos que tão bem você mencionou, a não ser que a pessoa tenha consciência e vontade de mudar de dieta, a fim de que o seu coração não adoeça, nem seu corpo físico.
    Pesos não foram feitos para carregar por uma vida inteira, pois se eles exitem e teimam em permanecer, é porque não houve ainda o reconhecimento da necessidade da mudança.
    Se soubéssemos o quanto é bom viver uma vida de valores mais leves, assim viveríamos.
    O seu poema é perfeito, e adoro a sua presença.
    Um beijo na alma, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  29. Oi querida!!
    Passando aqui pra desejar-lhe um fim de semana abençoado!
    Bjus e fica com Deus *-*

    ResponderExcluir
  30. CÉLIA, OBRIGADO PELA INDICAÇÃO!
    UM GRANDE ABRAÇO!

    ResponderExcluir
  31. Nossa, que desabafo!
    Mas tudo o que disse é realmente verdadeiro...
    O acumulo de coisas imprestáveis é que pesa a vida!

    Beijão

    ResponderExcluir
  32. Minha querida

    Quando nos despimos do que nos aperta...nos faz mal a vida fica mais leve e os dias mais claros.
    Lindo como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  33. É, se formos pesar , metade podemos tirar, é excesso mesmo! Beijos

    ResponderExcluir
  34. Só posso fazer uma afirmação: você não errou em nada!

    Beijos,
    Jorge

    ResponderExcluir
  35. Boa noite minha amiga das letras!
    Nessa mudança da blogsfera quase que me perdia de vc,kkkkkkkkkkkkk,quanta mudança meu Deus!
    Poema cheio de criatividade,regime criativo...
    bjs de boa noite!

    ResponderExcluir
  36. Faço todos os dias esse regime, filtrando tudo aquilo que me impede de ter uma vida saudável!

    Abraços amiga e parabéns por essa inspiração que lhe é peculiar!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.