segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Inevitável

















Que depois de uma vida
Outras surjam
Nada pode extinguir-se assim.

Que depois do seu olhar
Ainda te ame mais ainda
Selando com outro olhar.

Que depois de uma noite de amor
Queira muitas outras
De um bem-querer inesgotável.

Que respeite o seu espaço
Para que não se atormente
Querendo fugir de mim.

Que a minha íris grave sua imagem
Única identidade
De um eterno amor.

Célia Rangel
(Membro da Cia dos Blogueiros)

36 comentários:

  1. Célia, Querida

    Um belo Poema de desejos. Que o Amor sele e grave em ti, tanta singeleza e carinho.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que saibamos todos
    o amanhã um nascer eterno.
    E que seja assim,
    posto que dure para sempre
    o momento do único instante.

    ResponderExcluir
  3. Tomara Célia que seja mesmo assim, que possamos gravar sua iris e reencontra-los, filhos, amores, pais, se não for assim não fará sentido, pelo menos não p mim! Bjoooosss e ótima semana! Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  4. Que poema sublime querida, que amor mais lindo...
    Feliz semana, Célia...beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Ualll,que poema lindo princesa!!!
    Passando aqui no teu cantinho tão especial pra desejar-lhe uma semana abençoada!!!
    Bjus querida e fica com Deus :D

    ResponderExcluir
  6. O eterno amor sempre esta em nossas poesias, lindo Srta, boa semana

    ResponderExcluir
  7. Menina CELIA, que delícia de declaração de amor! É bom poder gravar na nossa memória a imagem abençoada de um ser amado!

    Meu carinho!
    http://pequenocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. O amor é mesmo invitavel,quando se cruzam os olhares!mUITO linda poesia,Celia!Boa semana!bjs,

    ResponderExcluir
  9. Um belo e sonante versejar... que maravilha de leitura petisa!!!! parabéns e muito obrigado pala a assiduidade no meu cantinho, beijos ternos.

    ResponderExcluir
  10. Inevitável não dizer amém a tantas bem-aventuranças. Quero pra mim tb, de tudo isso um pouco. Ou melhor, muito. Abraços e parabéns, Celia.

    ResponderExcluir
  11. Doces quereres...

    Maravilhoso!

    Uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  12. Que tenhamos, sim, muitas vidas...

    Beijo,
    Doce de Lira

    ResponderExcluir
  13. Belose valsantes versos, parabéns por magistrais entrelinhas, abração fraternos.

    ResponderExcluir
  14. Ola amiga!
    Lindo poema, Que o Amor seja eterno!
    tenha uma linda semana!
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  15. Obrigada amiga! E vc, não vai mostrar a sua? Na postagem de ontem, dia 05/02, "Brincando na Blogosfera", o teu nome e de teu blog estão lá....Convidados para brincar... Vc vai recusar?... Ótima 3ªF! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Sim, Célia, é inevitável que se repita com mais intensidade aquilo que já foi intenso ao primeiro existir.

    LINDO! LINDO!! (ME EMPOLGUEI - RSRSRSRSRS).

    BEIJÃO.

    ResponderExcluir
  17. Amores inteiros que convivem e não metades que se complementam... Lindo, Célia!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Lindo. O amor nunca é demais. Bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi amiga Célia. Hoje descobri porque não conseguia te seguir. Acontece que já sou teu seguidor, faz tempo,kkkk. Que poema lindo, profundo. Que depois de hoje venham muitas e muitas noites ainda. Um grande beijo. FIQUE COM DEUS. Tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  20. Amei isso:
    "Que a minha íris grave sua imagem
    Única identidade
    De um eterno amor"
    Lindo demais.
    Ai ai o amor...
    Beijos querida, ótima semana

    ResponderExcluir
  21. Oi Celinha, agradaveis sentimentos inevitaveis registrados em formas de poesia. Lindoooo
    Bjs flor e otima semana.

    ResponderExcluir
  22. Querida! Muito obrigada pelo carinho e pela tua sensibilidade! Poema inevitavelmente lindo! Uma 4ªF iluminada e repleta de bênçãos! Aparece! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Quanta inspiração heim amiga!?
    Que coisa deliciosa de se ler!

    Beijão

    ResponderExcluir
  24. Oi amada,quando a gente ama è assim uma emaranhando de sentimentos fazendo o coração mais feliz.Linda poesia parabéns.beijos e uma semana cheia de amor e paz!

    ResponderExcluir
  25. Querida Célia, suas poesias são objetivas e certeiras no que dela se propõe, e é claro, são absolutamente encantadoras e de grande penetração no coração. Um grande abraço e um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  26. Poesia de se enamorar, parabéns! Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  27. "Que a minha íris grave sua imagem
    Única identidade
    De um eterno amor" - que belo concluir para um poema de amor! Perfeito, minha amiga!

    Beijinhos da Lu...daqui de Ribeirão Preto!

    ResponderExcluir
  28. Que assim perdure sempre!
    Lindo poema. Parabéns!

    Com carinho, Sandra!

    ResponderExcluir
  29. "Um eterno amor"

    Gostei dessa!

    Oxalá!...


    Beijinho para si.

    ResponderExcluir
  30. Lindo poema enaltecendo o amor!
    O amor,esse sentimenton tão forte e tão sensível que se revela nos pequenos gestos!
    Abraços,com carinho

    ResponderExcluir
  31. Célia, a cada dia você se supera!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  32. Oi, Célia! Ainda não conheço bem seus poemas amorosos, mas gosto deles desde já. Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Célia, obrigada querida pelo elogio, rsrsrsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Belo raiar te desejo hj amiga das letras!
    Gostoso como vc desliza nas letras e nas pontas dos dedos deixas teus escritos cheios de pensamentos realizavéis...
    bjs minha flor!

    ResponderExcluir
  35. Que apelo cuidadoso, cheio de sinceridade!!
    Que assim seja, Célia...E será.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.