quarta-feira, 13 de junho de 2012

Gratidão, é tudo!

















 

Na alegria envelhescente que sou,

dedico-me a prazeres simples

 e, por isso mesmo, plenos.

em um pequeno espaço físico corpóreo

me pego pensando como cabe tanto...

quantas artimanhas com “pensamentos, palavras e obras – por mea culpa”...

Posso declinar milhões de vezes “o confiteor”

que não chegarei a pureza que me é devida ou pretendida...

Sim, pois foi a vida, pela vida e na vida que me perdi

maquinando engenhocas no meu ilustre imaginário

para adornar meus espaços, que nada mais são, senão “vazios férteis”...

Então, cultivo assim, meu jardim da posteridade, elaboro remédios

que contemplem meu bem estar, e afrodisíacos,

que alimentem ainda mais minhas loucuras...

Enquanto houver olhos, ouvidos, inteligência, mãos perfeitas, mente sã

ainda que o corpo nem tanto...

pulsarei meu coração preguiçoso, pois tem trabalhado muito,

dinamitando minha criatividade no denso cultivo das palavras.

Elas me completam.



Célia Rangel, autora.
*Cia dos Blogueiros
*Clube de Autores

17 comentários:

  1. E compartilhar essas poesias é ainda mais divino! agradeço. Abraços

    ResponderExcluir
  2. E eu agradeço a sua atenção. Lindo poema. Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. E do lado de cá, enquanto houver olhos ávidos e alma sedenta de beleza esculpida nas letras, haverá um outro agradecido.
    Que lindeza, Célia!
    Abraço grande. paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Olá Amiga, muito denso, o importante é produzir afrodisíacos que nos mantenham com sede de viver sempre! Bjoooosss

    ResponderExcluir
  5. Gostei do texto,
    Convido a seguir-me também.>>>

    http://leilinhacomamigos.blogspot.com.br/

    http://leilagomesreis.blogspot.com.br/

    http://euleilinha.blogspot.com.br/

    http://leilinhavinho.blogspot.com.br/

    Beijos no coração.
    Eu! Leilinha

    ResponderExcluir
  6. Lindo como todos os seus escritos,nos transporta a refletir o quanto somos jovens de alma, isso é o que importa!
    Abraços amiga.
    Ivone

    ResponderExcluir
  7. Há pouco li, num terno espaço como este, a Oração de São Francisco,
    ouvi um belo Fado, em outro, já em outro li sobre as festas tradicionais
    do "santos juninos"... Agora digo: abençoada noite, em que encontro lindas
    produções: de Beleza, Amor, Valores, Vida Plena...

    Minha Gratidão, Célia, por esse belo texto ofertado...

    Um beijo afetuoso,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  8. Realmente amada vc disse tudo...
    Gratidão é tudo!
    O ruim é quando não se tem,mata a feição!
    Sei que ando ausente,mas peço-lhe desculpas e se puder ir ate meu blog irá entender o por que!!
    Abraços e fique com Deus
    http://aninhavitoriosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Célia! Por falar em gratidão, muito obrigada pelo comentário brilhante sobre meu texto! Gentileza e inteligência são mesmo suas marcas registradas. Só posso lhe desejar muitas décadas de olhos, ouvidos, inteligência, mãos e mente saudáveis. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Das palavras há tanto a ser dito!
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  11. Você é autêntica, segura de si e muito espirituosa! Bom poder bater papo com você. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Super lindo seu poema amiga...
    Boa tarde, beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  13. Que belleza tu poema, Celia! as palavras, um gram prazer..
    Beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.