sexta-feira, 17 de agosto de 2012

"Cinderela ou Velharela"...















E, a Cinderela envelheceu...

O tempo passou e ela envelheceu. Botou todas as suas fichas no elemento príncipe. Deitou e sonhou que um dia ele viria salvá-la. Doce ilusão! Da escola fugiu, e das lições de matemática, de pesos e medidas, pouco se lembra. Isso é fato. Da revolta da “queima dos sutiãs”, pela liberação sexual nos anos 60, e o uso da minissaia, nem de longe a atingiu.
Hoje, sem a fada madrinha, a abóbora não mais vira carruagem, apenas um doce e olhe lá, se não queimar... E, o sapatinho perdido não é de cristal. É chinelinho de borracha mesmo, dos mais baratinhos, sem príncipe procurando pelo pezinho, pois é um “baita” 38 ou 39, que na corrida diária perde-o em capachos alheios.
Vive as experiências culinárias, errando receitas e queimando arroz e feijão. Querendo ainda ser útil, sem pedir ajuda a seus senhores, passa a viver a vida alheia. Lamenta-se pela herança perdida. Pelo tempo que passou e não viveu, apenas vegetou.  Pelo que faz sem reconhecimento. Na carência afetiva tasca beijo em quem  esbarra.

 Assim, a Cinderela ficou amarga, perdeu a magia e o encanto e, transformou-se em bruxa.  O esqueleto transformado pela artrite e artrose, já não mais brilha o chão. Em sua nova experiência de “cinderela à velharela”, tentou domesticar uma anãzinha, vizinha, que revoltada, assumiu o perfil do “Zangado” e pulou fora, escafedeu-se rapidinho e, de soslaio diverte-se dando sonoras gargalhadas das burradas alheias, feito uma feiticeira má... muito má!
E, assim, a “linda rosa juvenil” que vivia tranquila em seu lar, hoje tem muito a se divertir. Soube fazer sua vida, não acreditou em príncipe e, hoje, por merecimento, tem seus momentos de hobby!

Divirtam-se com: Os Pequerruchos - "A Linda Rosa Juvenil"

Célia Rangel, autora.
*Cia dos Blogueiros
*Clube de Autores


23 comentários:

  1. Oi Célia, srsr gostei da dose de realidade, assim são as Cinderelas modernas rsrs adorei! Bjooooooss

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Bom humor, ironia, inteligência de sobra pra lidar informalmente com um tema sério e, de brinde, a indicação de um vídeo muito fofo. Valeu, Célia! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ai Célia, to rindo sozinha, kkkkkkk, você é demais para reproduzir tudo em papel! Ótimo!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Celia,excelente sua cronica!E a vida infelizmente não tem nada de contos de fadas!...rss...bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia.

    O tempo passa, o Principe "vira sapo" e tudo descolore, para quem não cultivou os valores do espírito e confiou aos outros a sua felicidade.

    Um abração e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Olá!Boa noite!
    Tudo bem por aqui
    Eu adorei seus escritos! Muito boa a junção de humor, ironia e a realidade...Gostei demais!
    ...infelizmente o tempo passa não só para as bruxas,como para as princesas e os príncipes... há momento para tudo... antes apenas fazia coisas, mas agora vive se dessas coisas...
    Obrigado!
    Bom final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Célia, que interessante este seu pensamento sobre o conto da Cinderela...
    Parabéns!
    Grande abraço e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  8. Um verdadeiro "ensaio"....maravilhosa "versão", para os novos tempos.
    Adorei a crônica, amei o vídeo...deliosos, os dois!
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  9. Oi Célia querida


    Adorei!
    Você escreve brilhantemente...
    Parabéns!


    Que seu final de semana seja maravilhoso.
    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  10. Oi Célia,

    Tudo bem? Se até a Cinderela vira uma velharela não devemos esquecer os sapatos na festa, pois o outro dia está logo ai. Começar sem sapatos só nos torna mulheres maravilhas que lutam para o dia não acabar antes das 24 horas devido a tantos afazeres que a festa até fica sem graça.

    Muito bom o texto!

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  11. ola , vi o seu comentário num outro blog e saí correndo para o seu blog, vendo seu magnifico espaço, adorei imenso, mas tenho um convite para fazer, se voce gostar de poesia venha visitar e dar a sua opinião aos meus poemas http://assombrado-mc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Célia
    Muito legal...ninguém pode nos fazer feliz, se não nós mesmos, linda Cinderela, bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá!Boa tarde!
    Célia!
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Bom final de semana!Muita paz e luz!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Célia, adorei a mensagem.
    Não devemos esperar que ningu[em faça nada por nós.
    Tenha um lindo fds!
    Com carinho,
    Arione

    ResponderExcluir
  15. Célia, vim lhe desejar um fim de semana, agradavel e pra voce muita Sorte.
    Felicidades, sempre

    ResponderExcluir
  16. OI CÉLIA!
    É, ENQUANTO A CINDERELA ESPERAVA PELO PRÍNCIPE, O MUNDO TEVE SEU CURSO NORMAL DE EVOLUÇÃO E ELA FICOU PARA TRÁS E, OLHA, ESTA CHEIO DELAS POR AI.
    UMA SITUAÇÃO TRISTE PARA QUEM FICOU SE LAMENTANDO, O TEMPO PASSA PARA TODOS, MAS HÁ QUE, ACOMPANHÁ-LO.
    ADOREI ESTE POST, TAMBÉM O VÍDEO QUE INDICASTE.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  17. Olá, querida Célia
    Que o Príncipe da Paz nos venha dar o que necessitamos todos!!!
    O vídeo é muito bom!!!!
    Deus te cubra de bênçãos e e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir
  18. Boa noite, Célia. Esse texto mexeu muito comigo numa proporção que você nem tem ideia, dessas que dá até medo do futuro. Ver a vida passar e não fazer nada é com certeza um perigo extremo.
    Príncipes, não são eternamente príncipes, são errantes e percebemos às vezes um pouco tarde.
    Quando encaramos as relações como "normais", com amor, mas sem endeusar o outro, sofremos menos, pois vivemos a realidade da vida.
    Beijos na alma e fique com Deus e uma semana de paz!

    ResponderExcluir
  19. Se tudo fosse apenas uma ilusão da articulista, iria bem. Mas não é. É a triste realidade do momento. Adeus, princesas!

    Abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  20. Olá!Boa noite!
    Célia!
    obrigado pelo carinho da visita!
    Bom "restinho" do domingo e uma ótima semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. A FELICIDADE DEPENDE DE NÓS.A VIDA TEM A COR QUE PINTAMOS.BJS

    ResponderExcluir
  22. KKKKKKKKKK tudo se transforma com o passar dos anos!
    Achei muito divertido esse conto. Mas infelizmente tem muitas
    verdades também. Se fosse apenas ficção seria bem cômico, mas
    não é!

    Bjussssssssss

    ResponderExcluir
  23. Todas nós somos um pouco Cinderela, mas há o momento em que a deixamos, talvez porque o príncipe a decepcionou.Mas não importa...se não perdermos a magia!
    beijo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.