quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Turning point











era pra ser um grande amor
e foi
era para ser grande missão
e foi
era pra ser um simples encontro
fortaleceu-se
e então a grande virada na vida
obrigações desativadas
excesso de tempo
vida à largas
agendas e relógios
descartados
compromissos
só com a felicidade
nuvens negras
transformam-se em chuva
de bênçãos e alegrias
em ser hoje a consequência do ontem
e o projeto do amanhã
a “grande virada na vida”.



Célia Rangel, autora.
*Cia dos Blogueiros
*Clube de Autores

9 comentários:

  1. oii Célia, é muito bom qdo as nuvens negras se transformam em chuvas de bençãos, adorei! Bjoooooss

    ResponderExcluir
  2. Ter essa grande virada na vida, positivamente, é sinal de que soubemos aproveitar cada oportunidade, e mesmo em meio à nuvens negras encontramos a felicidade.
    Lindo Célia.
    Meu carinho, sempre.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Esse texto me lembra aquelas narrações que acompanham grandes filmes de amor, Célia. Aqueles filmes monumentais que retratam vidas inteiras, mas com final feliz. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Célia, assim é a vida. Muitos são os que passam por ela, enfrentando grandes nuvens negras e a fatal tempestade, mas ainda assim, sobrevivem a ela e contemplam o céu azul de um novo dia. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  5. De vez em quando, somos surpreendidos por um turning point na vida! E, às vezes, é-nos difícil lidar com isso.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Obrigações desativadas. Linda poesia! abraços

    ResponderExcluir
  7. Célia
    Eu acredito nessa virada, e somente nós podemos fazê-la acontecer nas nossas vidas, que bom que a sua aconteceu, DEUS te abençoe!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Célia,

    Tudo bem? Acredito que a vida é uma roda e que não se conforma em ficar parada. Assim, como o efeito borboleta o que acontece aqui terá um efeito posterior. Gosto do termo inglês turn around que remete a reviravolta, aliás dá a partida no carro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Lindo poema....a liberdade à frente das obrigações que desprezamos.
    Adorei.
    beijo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.