terça-feira, 7 de agosto de 2012

Um PAI - meu PAI




















 
Amada e desejada desde o espermatozoide,

Isto foi fantástico!

Pois, meu embrião foi cravejadinho de muito amor paternal.



Sei que o fiz feliz na retribuição de muito amor,

De pai para filha uma herança benigna,

Que adornou vidas consolidou amores.



Ele viveu alegrias, sofrimentos e dores,

Mas todos celebrados, curados e cicatrizados,

Pelo dom divino do existir.



Tive um PAI que, em outro não encontro igual,

Simples, verdadeiro, companheiro sempre,

Um olhar azul céu transpôs comigo as nuvens do crescimento.



Deu-me força, exemplo e dignidade de vida para ser quem sou hoje,

Uma filha feliz que agradece ao PAI o PAI concedido,

Relações que transcenderam muros celestiais.



E, agora, José...

A festa acabou...

E, você nos deixou...

“Drumondiando” na vida...



Célia Rangel, autora.
*Cia dos Blogueiros
*Clube de Autores


21 comentários:

  1. Lindo Célia! De vez em quando precisamos dizer o que vai no nosso íntimo do ser, eu sempre me lembro dos meus pais, assim como fizestes nesses lindos versos!
    "Drumondiando" a vida, pois é minha linda, bem assim, amei!
    Abraços e beijos!
    Ivone

    ResponderExcluir
  2. Oi Celinha, o melhor é isso, se lembrar das coisas boas da vida, afinal tudo isso faz parte do nosso caminho.
    Bjks e otima semana.

    ResponderExcluir
  3. Oii Célia, linda homenagem, belos versos, parabéns! bjoooss

    ResponderExcluir
  4. Tudo verdade! E quando nos deixam... fica-se sem chão.
    Bela homenagem, amiga!

    ResponderExcluir
  5. Ele está dando pulinhos de alegria com essa filha que em versos declarou todo amor pelo pai que é seu grande herói. Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá! A poesia é melhor forma de expressar um sentimento, ainda mais a homenagear o pai!, parabéns

    ResponderExcluir
  7. Oi, Célia! Você conseguiu me comover com "agradece ao PAI o PAI concedido". Bonito demais! Um bom pai é raridade. Merece mesmo nosso carinho para sempre. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Admiravel, Celia.
    Lindissímo. Fenomenal. Avassalador
    Parabens, como sempre.
    Amei

    ResponderExcluir
  9. Olá!Boa noite!
    Tudo bem,Célia?
    Linda homenagem! Eu adorei!Gostei do "Drumondiano"...José!
    Pai... Quanta saudade...
    Gostava de ouvir os conselhos sempre tão sábios, falar sobre tudo...
    Ele era meu porto seguro, meu confidente, meu amigo, meu conselheiro e isso me faz falta, mesmo sabendo que JÁ foi descansar ...
    Hoje eu enxergo e sinto na pele como é difícil educar um filho... Fico te imaginando com 07 filhOs para esta árdua tarefa de educar!! Afff!!! Nossa ..eu estou todo atrapalhado com 01 única filha!
    Obrigado pelo carinho de sempre!
    Boa quinta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Linda homenagem ao seu pai! Uma lembrança assim só nos faz felizes mesmo com a ausência! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Não morre de todo aquele que permanece na nossa memória, há que se agradecer a sorte de se ter uma família estruturada e com boa educação, bela homenagem! Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, Célia, Que linda homenagem ao Pai celestial e ao seu grande Pai. Deus te deu o melhor pai que você poderia ter e assim foi comigo também!
    Ambos estão lá no céu e a saudade não passa de modo algum, mas a missão como sempre digo, um dia aqui na Terra acaba, mas tudo o que aprendemos de bom com nossos amados pais, ficam!
    Beijos na alma e tenha um dia feliz!

    ResponderExcluir
  13. Oi Célia, belíssima homenagem sobre o Pai e também ao Pai terreno!
    Quão valioso é a presença do Pai, aqui fala de ambos.
    Aproveito a oportunidade de agradecer também a vida do meu Pai!
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  14. Muito triste este momento, mas é inevitável!
    O meu também já se foi...Mas fica a lembrança
    dos momentos felizes...
    Muito linda e emocionante a sua homenagem.

    Bjussss

    ResponderExcluir
  15. Célia, essa é uma mensagem oportuna e direta ao coração. Muitos que não tem mais o papai por aqui, como é o meu caso, viu essa mensagem com um especial olhar. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  16. OI CÉLIA!
    TEU TEXTO TEM MUITO AMOR DECLARADO POR TEU PAI, MAS, TRAZ TAMBÉM UM POUCO DE IRREVERÊNCIA, O QUE DEU A ELE UM ENFOQUE DIFERENTE, TER SAUDADES NEM SEMPRE TEM QUE SER APRESENTADO DE FORMA TRISTE.
    NOSSOS JOSÉS QUE SE FORAM, MAS PERMANECEM EM NOSSOS CORAÇÕES...
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  17. Quem não esquece o Pai, tem sempre a sua presença. Quem lhe presta Homenagem recebe o conforto de o saber em si.
    magnífico o teu Poema.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  18. Oi Célia, que lindo! Adorei a homenagem!
    Tenha um ótimo fds!
    Com carinho,
    Arione

    ResponderExcluir
  19. Minha querida

    Uma linda homenagem a quem mesmo depois de partirem a recordação e a saudade ficará sempre connosco.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  20. Passando para lhe desejar um ótimo Dia dos Pais...paz para seu pai que já cumpriu seu círculo, parabenize os dos amigos que tem um..rs.Tudo de bom, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  21. Gratificante seu texto...até porque colocou muito bem, e com tamanha precisão, o verso de Drumond. Adorei, Célia.

    beijo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.