quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A ESTAÇÃO PRIMAVERA



 
 

Vive-se em era dispersiva. Estímulos externos em excesso banalizam e distraem o ser humano. Eu, tu, ele... somos descartáveis e valemos o quanto consumimos. Não somos tratados como cidadãos, mas como consumidores: consumir mercadorias para alimentar o mercado e o lucro; consumir conhecimentos, informações e ideologias banais para alimentar sistemas. Nosso valor e nossa realização estão no poder do consumo. “Dize-me o que consomes e te direi quem és”.
 
É tempo de o ser humano retornar para si e encontrar o verdadeiro tesouro. Vale a pena, em meio a este vendaval, recordar – trazer ao coração – que, além do caminho exterior, existe o caminho interior. O caminho para fora está em toda parte, é dispersivo, por ele pode-se chegar apenas a pedras vulgares. O caminho interior, ao contrário, é emocionante, é belo, por ele pode-se chegar ao tesouro. Metáfora trivial, porém necessária para voltar a dignificar a vida.
 
            Viver a Estação Primavera é refletir sobre “coisas esquecidas”, sementes que desejam aflorar da nossa essência humana, como sonhos. Viver a Primavera é sonhar. Somos do tamanho de nossos sonhos. Somos feitos do pó das estrelas.
 
           Segundo Shakespeare, “...nós somos feitos da mesma matéria que compõe os nossos sonhos.”  E o poeta Fernando Pessoa escreveu: “eu não sou do tamanho de minha altura, mas do tamanho do que vejo, e o que eu vejo são os meus sonhos”.
 
           Primavera: tempo favorável de despertar sonhos. As sementes, que dormem no segredo da terra, sonham com a luz e a beleza e se tornam flores.
 
           Pessoas que vivem a Primavera são iluminadas. Vivem em constante crescimento. Transmitem vida e alegria aos ambientes, cultivam a boa convivência, distribuem ternura, em gestos e em palavras, e procuram sempre amar e fazer o bem.
 
           Criar a Primavera interior, para que boas sementes despertem, é responsabilidade individual e social. A família, a escola, a religião, a sociedade podem e devem favorecer.  Porém, agir com sabedoria é antecipar-se a tudo e a todos e desenvolver o que de melhor existe no coração e na mente.
 
          Viver o espírito de Primavera é cuidar do verbo cuidar. Cuidar: palavra cercada de carinho. Cuidar de si mesmo. Cuidar do outro. Cuidar da natureza.
 
          Existem muitos cuidados necessários ao próprio bem estar. Cuidar de si mesmo é direito e dever. Cuidar da saúde. Cuidar da aparência. Cuidar do desenvolvimento intelectual. Cuidar do equilíbrio emocional. Cuidar do crescimento espiritual. Cuidar da segurança pessoal.
 
          Igualmente, existem cuidados necessários ao bem estar do outro. Cuidar dos direitos do outro. Cuidar do crescimento e da felicidade do outro. Cuidar para não causar ao outro danos materiais, danos físicos e danos morais. Mas, quem é o outro? O outro é o esposo, a esposa, os filhos, os pais, os irmãos, os amigos, os alunos, os professores, os vizinhos, os clientes, qualquer pessoa, conhecida e desconhecida, que mora aqui ou no outro lado do mundo.
 
         A natureza também precisa de cuidado. Cuidar dos animais. Cuidar das plantas. Cuidar do ar. Cuidar do solo. Cuidar da água. Cuidar do ambiente natural para que a vida se manifeste em plenitude.
 
         Viver a Estação Primavera é cuidar de si mesmo, do outro e da natureza. Existir e viver e habitar o planeta Terra são – para nós, seres reflexivos, capazes de sonhar e de amar, criados à imagem e semelhança de Deus – uma responsabilidade incalculável.    
 
                                                                                             Ir. Lauro Daros, escritor.

20 comentários:

  1. Escolheste um lindo texto... Na primavera, bem como em cada estação, cuidados são necessários. Ficou lindo! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Ah, a primavera...

    Paz, luz e poesia.
    Forte abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  3. Estamos a mercê de um mercado sem leme, e os homens precisam mais do que nunca da força em conjunto a mudar as leis que movimentam o universo! abraços

    ResponderExcluir
  4. Como se vê, pelo que está exposto no extraordinário texto, é possível uma vida plena, em eterna primavera...
    Um beijo, Célia. Obrigada!
    Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Célia, linda escolha do texto, adoro a estação das flores, primavera, cantos dos pássaros, liberdade é isso, poder viver respeitando e sendo respeitado, pois não há outra forma de convivência com nosso próximo, pois é mesmo assim, nosso próximo é mesmo a família, os amigos, colegas, enfim...!!!
    Abraços minha linda amiga querida!

    ResponderExcluir
  6. O Célia,

    Tudo bem? Um texto precioso que me lembrou um pensamento de Che Guevara:" Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira."
    E talvez seja por isso que a primavera seja o caminho dos sonhos.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  7. Boa noite amiga das letras!!!!!
    Minha linda emanas mais um poema lindo.Falar da primavera me traz o som dos pássaros e o odor das flores na natureza...
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  8. Olá!Boa noite!
    Célia!
    Muito lindo o texto e bela escolha!
    "Em nossas vida passamos por momentos hibernais, em que tudo ao nosso redor está frio e aparentemente sem vida. Nesses períodos algo de muito belo pode acontecer, se optamos por resguardar nossos dons preciosos, sem perdermos as esperanças. Vamos concentrando nossa energia, até que um dia uma nova brisa pode soprar e anunciar que a natureza vai desabrochar e se enfeitar para nos mostrar que um novo ciclo se inaugura."
    Obrigado!
    Boa quinta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Tentei colar um trecho aqui... (mas não dá...desculpa...rsrs)
    é o que fala da primavera interior... adorei.
    A gente tem q cuidar mesmo pra que floresçamos nas épocas tidas como tipicas e nas atípicas mais ainda!!!!

    bjsssssssssss meussssssssss

    Catita

    ResponderExcluir
  10. Oi Celinha, que texto me deixou ainda mais sonhadora e com vontade de viver tudo isso. Ah como seria melhor esse mundo de MEU-DEUS se as pessoas vivessem mais primaveras como essa.
    Bjks e lindo dia pra voce linda flor da primavera.

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que texto importante e bonito, Célia! Escolheu bem. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Celia,que bonito esse texto e desperta em nós o verdadeiro sentido de cuidar!Tão lindo como a primavera!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  13. Que texto bonito, suave, verdadeiro! Escrito sem nenhuma imposição, mas que desperta no leitor o desejo de realizar tudo que o autor escreveu, isso que é bacana. Feliz Primavera, que as flores enterneçam todos os corações. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Uma lição de sabedoria e maturidade.

    Abraço, Célia.
    Jorge

    ResponderExcluir
  15. Olá
    As palavras
    inundadas
    de sentimentos simples,
    que revelam
    o melhor dos sentidos
    que nos habitam,
    encantam as vidas
    de quem as encontra
    em seus caminhos.

    Parabéns pelo valioso
    espaço de sentimentos.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  16. Nasci neste mês primaveril, espero ser como a Primavera, só que brotando Amor por onde passo! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Célia um texto belíssimo, nossa adorei, faz com que nos renovemos e acreditemos, parabéns beijos Luconi

    ResponderExcluir
  18. Oi Célia...
    Escolha perfeita..Belíssimo texto..Amei! Ótimo Domingo!
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  19. Lindo texto! Uma escolha muito bem feita. Que bom a Primavera! Nós, aqui, vamos nebulosamente entrar no Outono... (que pena, não é?)

    Beijinhos primaveris

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.