segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Andarilha












 



 
 
 
 
Por várias vezes na vida
reaprendi a caminhar.

Sigo meus passos,
carrego sonhos comigo,
sempre.

Necessidade suprema,
confiança.

Livre para ser e amar,
todos.

Meu fardo, meus pensamentos,
pesado muitas vezes,
partilho na fé.

Encontro-me sobre minhas forças,
rédeas exclusivas,
caminho traçado, trilho
na beleza do amor.

Feliz é amanhecer com alegria,
empenhar-se a ser bom e belo
na confluência de sorrisos e lágrimas,
sentir que se viveu plena e ternamente.
 
Célia Rangel, autora.
*Cia dos Blogueiros
*Clube de Autores

18 comentários:

  1. Linda poesia e o importante é caminhar, seguir os passos e nunca desisti da estrada...beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Reaprender a caminhar é nunca desistir.
    Linda tua poesia Célia.

    Desejo uma semana de muita paz.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Oii Célia, linda poesia, o importante é isso mesmo, chegarmos ao fim da caminhada com a certeza de ter valido a pena! Bjooosss

    ResponderExcluir
  4. Oi Celinha querida, felizes os que aprendem a reaprendem a caminhar, reaprender a viver. Linda, linda poesia.
    Bjs e otima semana

    ResponderExcluir
  5. Oi, Célia! A poesia é linda, mas hoje só vou caminhar o estritamente necessário. Eta, feriado cansativo! Que tal escrever um poema sobre os banquinhos pra gente descansar à beira do caminho? :) Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Célia, ontem ante-ontem eu tentei comentar na sua postagem do Titanic que invadiu seu banheiro, mas não aparecia o lugar onde estavam os comentários. Daí vi seu comentário lá no meu blog e resolvi tentar outra vez, e aqui estou eu! O Layout do seu blog está diferente, eu gostei. Bom, sua poesia é incrível, cheia de sabedoria e inspiração. Sua poesia é confortável, é gostosa, é leve e pesada de sentidos ao mesmo tempo. Parabéns, sempre parabéns pelo seu blog maravilhoso, cheio de sinceridade.

    ResponderExcluir
  7. Reaprender a caminhar talvez seja uma das maiores demostrações da capacidade que alguém pode ter em superar suas próprias fraquezas nessa vida. Todo recomeço é difícil, principalmente diante das grandes decepções e amarguras. Quando se aprende a recomeçar, e mais: ter força para isso, se vai longe. Um grande abraço Célia.

    ResponderExcluir
  8. Célia, Parabéns pela poesia!
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  9. Celia,empenhar-se no ser bom e belo...linda verdade nessa frase poética!Adorei essa andarilho!bjs e boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  10. Partilhar a fé traz luz ao coração! abraços

    ResponderExcluir
  11. Olá amiga, depois de ter vivido plena e ternamente o resto é lucro né? Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Célia,

    Tudo bem? A cada manhã devemos nos envolver com esperança para seguir o dia como um andarilho frente aos duelos. E como diz a bília, a esperança vem ao amanhecer e podemos tudo naquele que nos fortalece.

    Boa semana e força sempre.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. OI Célia!
    Seguir sempre o nosso caminho independente de que obstáculos encontrar ao longo da jornada!
    Adorei sua visita e carinho

    Beijinhos e boa noite!
    Ü

    ResponderExcluir
  14. Célia
    Nesse caminhar existe paz, existe bondade, existe um ser muito bonito, nesse caminhar a vida é mais feliz. Um beijão!

    ResponderExcluir
  15. OI CÉLIA!
    BELO E PROFUNDO TEU TEXTO.
    SE AO CHEGARMOS AO FINAL DA CAMINHADA TENDO A CERTEZA DE UMA VIDA PLENA, SERÁ, MISSÃO CUMPRIDA COM CERTEZA...
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  16. Olá, Célia.

    A vida é o caminhar e o caminho, a poesia de nossos sorrisos e lagrimas, luzes e sombras, certezas, incertezas...

    Um abração.

    ResponderExcluir
  17. Á rigor.
    Caminho, amor, poesia, verso, fé... Simbiose!
    Agradeço as visitas de sempre, sua presença aflora meu jardim. :)


    Uma ótima terça-feira.
    Forte abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  18. ...como o bebê aos primeiros passos.Depois, aprende-se a andar com firmeza. Depois, cambaleia-se de vez em quando, mas reaprende-se a andar...e assim caminhamos sempre encaminhando, ora um ora outro...contudo, a plenitude está na paz interior e no sorriso,
    que só se dá, se houver fé! lindo poema, bj.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.