quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Das Pedras












 

 




Ajuntei todas as pedras

Que vieram sobre mim.

Levantei uma escada muito alta

E no alto subi

Teci um tapete floreado

E no sonho me perdi.

 

Uma estrada,

Um leito,

Uma casa,

Um companheiro.

Tudo de pedra.

 

Entre pedras

Cresceu a minha poesia.

Minha vida...

Quebrando pedras

E plantando flores.

 

Entre pedras que me esmagavam

Levantei a pedra rude

De meus versos.

 

Cora Coralina

9 comentários:

  1. AMIGA CÉLIA, LINDA ESCOLHA, CORA CORALINA, AMEI O POEMA, DIZ MUITO DE NOSSAS VIDAS NÉ AMIGA?
    BEIJOS!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Célia, linda escolha essa tua de hoje.
    E que saibamos usar, de modo positivo, cada pedra encontrada pelo nosso caminho.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Oii Célia querida, não conhecia essa poesia da Cora, muito linda, a vida é assim mesmo, quebrar as pedras e colocar as flores no lugar! Bjoooss

    ResponderExcluir
  4. As vezes é muito necessário elevar as frases até as pedras, abraços

    ResponderExcluir
  5. Oi, Célia! Quase não conheço Cora Coralina. Obrigada por diminuir um pouquinho minha ignorância. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. O Celia, gosto da Cora, mas este não conhecia.
    Adorei ler!
    Obrigada
    Beijos grandes
    Andreza Castela

    ResponderExcluir
  7. Das pedras que a vida lhe deu, construiu o que podia, para manter os sonhos. E as transformou nesses versos maravilhosos, que aplaudimos. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Minha conterrânea. Poetizava com maestria. Belos versos!!!


    Uma abençoada quinta-feira.
    Grande abraço.
    Tatiane.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  9. Oi Celia querida eu simplesmente amoo cora e essa poesia entao nem se fala.
    Bjks e otimo findi semana

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.