quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Pelo Retrovisor









Olhar pra trás, e sorrir tranquila...

Não esquecer: da infância, da mocidade,

da euforia do primeiro namorado,

do primeiro beijo, da primeira vez...

 

Porque, sem pedir licença, ela chega,

a velhice... ainda que calejada,

mas amada, nutrida, vivida

por acontecimentos marcantes.

 

Deixa caminhos perfurados em subterrâneos

onde se escondeu, camuflou, viveu,

amou, doou-se por inteiro.

 

Agora, silencia e rememora...

Feliz por tudo o que fez e passou,

abençoando sempre o viver a cada expiração.

 

Então... Começaria tudo outra vez...




Célia Rangel.

25 comentários:

  1. Linda canção da Simone! Amei seu post, e felicidade é resultado do bem, do amor, abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Célia,

    Tudo bem? Lindo texto! Lembrei de um conselho que recebi que coloca que voltar atrás, apenas pelo retrovisor. Essa passagem dos anos seria algo semelhante a página virada, mas não arrancada. Qualquer sonho será uma esperança se pararmos na esquina, sem lembrar do retrovisor.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo isso!

    E rememora e 'remoça'...
    Assim sim!

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Célia. Não pude ver o vídeo, conexão ruim demais.
    Eu penso que começar tudo outra vez é para pessoas que realmente viveram ou estão vivendo algo que valha a pena. O que geralmente lemos em blogues são pessoas falando em recomeçar, como pegar uma folha de papel em branco e começar tudo diferente do que já viveram ou estão vivendo.
    E você não. Você começaria tudo outra vez. Isto demonstra que teve e tem da vida tudo, ou quase tudo, o que esperava.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    senti neste poema uma prece à vida que viveste com plenitude.
    Muito belo e cheio de sentimentos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. Célia, linda por sinal, por dentro e por fora, (amei ver sua foto)!
    A Vida é linda mesmo em todas as fases, se vivemos bem em todas elas somente podemos agradecer!
    Sinto somente gratidão por tudo, vejo meus netos crescendo tenho um adolescente, lindo isso, ele se parece com meu marido, e assim vai a vida, que bom que sendo por aceitação fica tudo mais leve mesmo.
    Viver é o maior dom que podemos ter, ainda mais quando podemos expressar isso em palavras e atos, não é mesmo?
    Grande abraço minha amiga que já faz parte de minha vida!

    ResponderExcluir
  7. Lindo poema, Célia! Gostei também da música da Simone. Que voz! Admiro pessoas com pique pra começar tudo outra vez. Ah, esqueci de dizer que só há pouco tempo vi sua foto. Você é mesmo uma Célia Arósio. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Célia.

    O passado é o acervo das vivencias, lembranças e lições que dão base ao hoje e o amanhã. Não existe futuro sem pretérito.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  9. Que lindo Célia! Uma quinta cheia de bençãos por aki! Bjoooss

    ResponderExcluir
  10. Célia, como é bom olhar para trás, principalmente nossa infância. O ruim é saber que este tempo não volta mais.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde amiga, vim agradecer sua presença amiga lá no meu cantinho. muito obrigada!
    tenha uma linda tarde abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  12. É, Célia! O problema atinge todos nós, não adianta correr - o bicho pega...

    Grande abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  13. Bom dia minha amiga das letras!!!!
    è sempre bom parar aqui e poder te ler,depois se analizar num todo...amei a leitura,quanta vardade para ser seguida...
    bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  14. Olhar para trás com os olhos no futuro. Saber qual o caminho a percorrer, é a incógnita da Vida.
    Bela reflexão.

    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  15. Admiravel Amiga, querida.
    Não podemo-nos, perder no tempo, e, muito menos o tempo.
    Tenha um bom fim de semana.
    Beijo na Alma

    ResponderExcluir
  16. Hoje estou aqui para te desejar um final de semana maravilhoso.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  17. Tacteei minha sombra caída
    Os ramos de uma magnólia cedem ao vento
    Ergui num deserto um castelo de raivas
    Segui numa distância infinita ladrilhada de mágoas

    Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
    Entre ruinas procuro o sentido, a razão
    Já não canto aos deuses, não rezo
    Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

    Tracei um círculo de solidão
    Ausente do meu nome está o chamamento
    Jazem mudas as folhas de silêncio
    Errantes brumas ao sabor do vento

    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  18. Olhar pelo retrovisor é como enxergar o mundo pela fresta da fechadura.
    A imagem sugere muitas interpretações.

    Bj

    ResponderExcluir
  19. Olá!Boa tarde!
    Célia...
    Tudo bem?
    .... é necessário que, em cada fase da vida, desempenhamos tarefas adequadas à nossa própria situação e às próprias forças, para que esse olhar para trás,passado, leva nos a saber “ que foi bom ter vivido”, e que no agora, presente, as tarefas sejam realizadas muito mais por prazer do que por exigência, e que sempre, possamos olhar para a frente,futuro... todos temos , ainda, um futuro diante de si, mesmo que esse futuro esteja resumido a dias, meses ou anos...
    Obrigado!
    Ótimo final de semana
    Beijos
    Click Blog(IN)FELIZ

    ResponderExcluir
  20. Um dia, o grande escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues disse: "Jovens, envelheçam rapidamente". A velhice, algo que todos nós, se não morrer é claro, viveremos um dia; é a celebração de uma vida inteira. Quanta gente já tive o prazer de conhecer, no alto de seus 70 ou 80 anos e com uma mente jovem e saudável. Enquanto se ver tantos jovens de mentalidades velhas. Célia, um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  21. Amiga venho desejar um feliz final de semana
    não vou sair sem dizer que adorei seus olhos azuis.
    Beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
  22. Oi Célia...
    Que lindo! O texto. a música da Simone...Adorei...É tão bom olhar pra trás e não esquecer tudo que se viveu...Ótimo Domingo!
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  23. Célia, venho lhe desejar um ótimo Domingo e uma semana abençoada!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  24. Celia,um soneto maravilhoso e adorei a sugestão da musica do Gonzaguinha no final!Uma deliciosa recordação!bjs e bom domingo!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.