quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer





Poema da curva




“Não é o ângulo reto que me atrai.


Nem a linha reta, dura, inflexível,

    criada pelo homem.

O que me atrai é a curva livre e

     sensual.

A curva que encontro nas

    montanhas do meu país,

no curso sinuoso dos seus rios,

nas nuvens do céu,

no corpo da mulher amada.

De curvas é feito todo o universo.

O universo curvo de Einstein.”


 
Oscar Niemeyer

15 comentários:

  1. Olá, amiga Célia!
    Bonita homenagem a esse nosso último grande gênio!
    Poema muito oportuno.
    Dizem que Deus escreve certo por linhas tortas; já Oscar Niemeyer desenhava certo por linhas curvas.
    A curva é importante, pois, por causa dela (o anzol), o pescador ganha a vida.

    Abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  2. Admiravel, Célia Rangel.

    Partiu o poeta das curvas. Perde o Brazil, um dos seus mais ilustres filhos, perde a Arquitetuta, perde a Arte, enfim, perdemos todos aqueles que nos acostumamos a ouví a pronuncia do nome Oscar Niemeyer. O predio aonde trabalho no Centro de Sampa, foi projetado por ele, em 04 de Março de 1958. A vida é assim, haverá sempre esses momentos, para o tecer da Saudade.
    Obrigada, por ter comentado em meu blogue. Estou agradecido. de coração.
    Beijo na Alma.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema e homenagem trazendo-o aqui! beijos,lindo dia!chica

    ResponderExcluir
  4. É mesmo lindo o poema. E é um orgulho para nós brasileiros, ter Niemeyer como nosso conterrâneo.
    Um abraço, Célia!

    ResponderExcluir
  5. Não podia ter escolhido melhor poema, Célia. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Perfeito amiga expressa bem o que ele pensava, justa homenagem! Bjooos

    ResponderExcluir
  7. Querida Célia, esse poema retrata a predileção do mestre e gênio Niemeyer pelo traçado de curvas em seus desenhos. Esse não é um momento de lamentar tão somente, mas de agradecer ao grande Niemeyer por tudo que ele foi e fez. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  8. Amiga Célia, essas palavras ditas e escrita por ele diz tudo o que ele foi, é e será para todo o sempre, um gênio!!!
    Bem escolhido por ti esse post lindo, virou mesmo um lindo poema, o "Poema da Curva"!
    Abraços amiga!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Célia
    Tudo bem?
    Parabéns pela homenagem ao nosso gênio.
    "Cem anos é uma bobagem. Depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira, cada minuto também, e acho que passei bem por ela." Oscar Niemeyer
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Ótima sexta feira!
    Beijos
    ClicAki Blog(IN)FELIZ

    ResponderExcluir
  10. MINHA LINDA !!!!!
    SÓ VC PRA MUDAR A DIREÇÃO DE TODAS AS LINHAS...GRANDE HOMENAGEM...RIQUEZA MAIOR !!!!!
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  11. Nas corretas curvas dele pude ler a transparência de uma alma que fica permanente nos traços que ele plantou com trabalho e muito talento.
    Grande abraço e parabéns pela linda homenagem.

    ResponderExcluir
  12. Oi Célia,

    Homenagem mais que merecida a esse guerreiro que nos ensinou o gosto pelo viver e que teve no seu trabalho a forma mais genuína de liberdade e prazer.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  13. Maravilhoso!!!

    Não conhecia, que bom ter compartilhado conosco Célia.
    Belíssima homenagem a esse grande homem.

    Beijos de um delicioso final de semana.

    ResponderExcluir
  14. Muito belo. Também o citei lá no meu espaço. Homem de uma imensa sensibilidade - daqueles que só às vezes aparecem e iluminam.

    Vai ser mais uma estrela a iluminar os céus...

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.