sábado, 10 de março de 2012

Nova versão!

















Branca de neve chegou no infernódromo
e não se sentiu nada confortável.

Os anõezinhos num “sinsalabim”
tornaram-se autênticos mascotinhos do rubro,
aquele que solta fogo pelas ventas.

E, o convite era para viver no paraíso!

Que roubada!

Ela era fina, moça educada,
estudada, cuidava da estética e da cultura.

Jamais sonhava que um dia seria contaminada
por microrganismos contagiantes de difícil extermínio.

Ela olhava de um lado para outro em busca de uma saída,
mas embrenhava-se cada vez mais nas labaredas do rubro.

Da maçã envenenada à pedra cachimbada...
Foi tal que acabou desmilinguida e chamuscada feito um tição... 

Aborrecida, deitou-se em um saco de estopa,
à espera de um príncipe-salvador daquele ambiente infernal.

Ainda está para nascer...



Célia Rangel, autora.
*Cia do Blogueiros
*Clube de Autores.


quarta-feira, 7 de março de 2012

DIA INTERNACIONAL DA MULHER



Não se define a mulher,
como não se definem Deus, a vida, o amor, a beleza...
Definir é limitar, encaixar em moldura,
enquadrar em conceitos relativos,
cercar em idéias vãs.
Melhor deixar indefinível
quem nasceu para a liberdade,
quem veio para ser,
quem está para a plenitude.

Mulher,
se tens contornos, são culturais, não naturais,
se tens amarras, são alheias, não tuas,
se não podes voar, roubaram-te as asas, não os sonhos!

Tens espírito de águia? Podes assim ensinar o voo.
Tens coração sensível? Podes assim ensinar a ternura.
Tens mente perspicaz? Podes assim ensinar o caminho.

Há em ti feições de jardim. Sê então flor única!
Há em ti essência de tesouro. Sê então pérola singular!
Há em ti brilhos de céu. Sê então estrela rara!

Mulher,
a sublime diferença,
a mais forte e vital,
tua simples presença!

Autor: Lauro Daros


(
Em uma data muito significativa, nascimento da Isabele, minha neta, recebo de um grande amigo, e partilho com vocês, esta homenagem!)
Célia Rangel.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Mulher





Simples assim:

- No olhar seleciona,

- No útero gera,

- No coração ama,

- Chora, sorri e ora,

- Na alma, se entrega,

- Em seus matizes mentais,

- É Mulher!

Célia Rangel, autora.
Cia dos Blogueiros
Clube de Autores

sexta-feira, 2 de março de 2012

Eu quero mais



Agora que aprendi a amar
a diferenciar entre o bem e o mal
você chega pra me levar sei lá pra onde
e tudo recomeçar
quero mais tempo
quero estar entre meus queridos
quero a energia do sol banhando meu corpo
quero a luz da lua iluminando meus amores
quero viver tão somente
me deixe um pouco mais
quero sentir a alma cicatrizada
rejuvenescida em sonho para outra vida
quero ser sem temor algum
sem nenhuma incógnita
descobrir a magia do pensamento
sentir o aroma que me cerca
espargir amor e nada mais
então, ai sim desaparecer
sem deixar rastro algum
Apenas ir...

Célia Rangel, autora
Membro da Cia dos Blogueiros e
Clube dos Autores