segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Experiência Filosófica

DO ESPELHO
Paulo Coelho
Diante do espelho, reparamos os pequenos detalhes: as mudanças na pele, o cabelo que precisa ser penteado, a escova de dente movendo-se de um lado para o outro.
Mas, raramente, olhamos o  fundo de nossos olhos. Você já experimentou, diante de um espelho, esquecer os detalhes citados acima – e fazer isto?
Com certeza não irá ver quanto é belo. Ou quanto é feio. A imagem irá contar histórias que você não sabe a respeito da pessoa que está do outro lado.
E sabe o que é mais curioso? Depois de um certo tempo, você termina descobrindo que a pessoa que lhe devolve o olhar tem um mistério a ser cumprido.
Não, não vou tirar de você a experiência do espelho. Faça você mesmo – e descubra.


18 comentários:

  1. Oi, Célia! O Paulo Coelho está nos ensinando a usar nossos olhos como mandalas. Sem dúvida ele é mestre em popularizar conhecimentos antigos. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que medo. Mas vou experimentar...
    Valeu, amiga Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá CÉLIA,

    sou o seu mais novo seguidor.

    E o fiz por compulsão em aderir a seus textos e outros os quais você elege e muitíssimo bons, como este de Paulo Coelho.

    Vivemos numa sociedade na qual as velocidades das mudanças tornaram-se impensáveis e madrastas do bom -senso.

    Uma das consequências é sempre nos esquecermos dos verdadeiros e mais perenes valores humanos que estes tsunamis de modernidades, vão apagando de nossas memórias atávicas e do aprendizado pretérito, nesta saga do desenvolvimento antropo-sociológico do homem.

    Nem vou aqui, cansá-la com as conhecidas citações sobre Narciso.

    Excelente texto, este do Paulo Coelho.

    Gostaria, mesmo CÉLIA, por tudo que li por aqui, que você aceitasse a participar do meu blog: FALANDO SÉRIO, no qual opto por este seu mesmo viés de preocupações existenciais, também.

    E com certeza,identificará por lá, alguns dos seus seguidores que estão ajudando-me a fazer eco, assim como você CÉLIA, sobre a necessidade do ser humano olhar menos, para o seu próprio umbigo.

    Espero!

    Um abração carioca, CÉLIA.

    ResponderExcluir
  4. Oi Célia querida


    Já fiz isso por várias vezes... E sempre me deparo com o novo.
    Dentro dos meus olhos é onde estão os meus melhores segredos.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  5. Amizade, bem precioso
    Que a vida pode nos dar
    Tesouro muito valioso
    Que ninguém consegue roubar.
    A amizade verdadeira,
    Não tem hora,não tem lugar.
    Também não é passageira
    Quando vem, é para ficar.
    È assim mesmo uma grande amizade,
    e eu tenho você como um tesouro na minha vida.
    Uma semana rica de saúde farta de amor iluminada pela esperança
    junte tudo isso e poderá sentir no seu coração .
    Quanto Deus te abençoa a cada amanhecer.
    Uma linda semana beijos no coração carinhosamente .
    Evanir..

    ResponderExcluir
  6. Olá!Boa tarde!
    Célia
    Tudo bem?
    Belo texto do Paulo Coelho
    …vou praticar,talvez eu já o fizesse sem me dar conta!As vezes não estamos preparados para nos ver.
    Bela semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Célia,

    Já fiz isso e enxerguei minha alma, confesso que nem sempre gostei do que vi, mas esse exercício é preciso para nosso conhecimento interior e evoluçao...

    Abçs

    ResponderExcluir

  8. Oi Célia,

    Estivemos sintonizadas nesta publicação.
    É difícil nos determos neste tipo de olhar diante do espelho, pois nem sempre gostamos de ver o olhar que ele nos devolve. Mas é um bom exercício. Só assim enxergaremos a realidade da nossa essência.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá, prezada amiga Célia!
    O espelho nos é crudelíssimo, pois nos mostra a realidade que, muitas vezes, não queremos ver.
    Encará-lo e perscrutá-lo é nos descobrirmos intimamente.

    Parabéns pela escolha do texto!

    Obrigado pelo comentário sábio e gentil!

    Abraços do amigo de sempre.

    ResponderExcluir
  10. E já agora, amiga:
    Se nos olharmos com uma lupa
    vamos ter grandes surpresas!

    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  11. Estou aqui hoje por um motivo mais que especial.
    Tenho que dizer que não foi fácil conseguir você para ser meu seguidor,
    foi muita motivação impulsionando com postagens e visitas...que atingi 300 seguidores
    Agradeço te convidando a visitar a florada do IPÊ junto comigo no FOLHAS DE OUTONO !
    Deixo o meu abraço recheado de carinho !!!!!

    ResponderExcluir
  12. Célia querida, que saudades, muito bom estar voltando, espero que esteja tudo bem por aki, adorei essa experiencia do espelho, acho que a gente realmente não olha o que está através das aparências, o fundo dos olhos como disse o poema, são tantas revelações que as vezes temos medo deste confronto! Bom estar aki novamente! Bjooos

    ResponderExcluir
  13. Paulo Coelho deixa um desafio. Saber quem somos vistos por nós mesmos.
    Efectivamente não nos conhecemos tão bem quanto pensamos. É uma questão de outra filosofia, do invólucro (corpo) adquirido.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  14. Não fiz esta experiência ainda, mas valeu a sugestão, Célia!

    Grande abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  15. Olá Célia.

    Uma boa sugestão de leitura. Olhar para além do que vemos, mergulhar no nosso "invisivel" eis um grande desafio, um grande aprendizado.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  16. Oi Célia querida


    Acho seu blog encantador, por isso dediquei um selinho à você. Espero que goste.
    Beijos

    Ani

    ResponderExcluir
  17. Oi Célia,

    Tudo bem? O espelho as veze reflete apenas o superficial e por isso não gosto muito de analogias e comparações entre pessoas. Penso quie sempre há mais na essência.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.