quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Intenso ou limitado?



Nascemos limitados,
depois expandimo-nos.
Fazemos e acontecemos.
 
Somos e temos em excesso:
- os melhores
- as melhores coisas
Mas, aos poucos,
voltamos a limitarmo-nos.
 
Pouco? Muito? Pouco importa.
Importa é tornar leve a mochila da vida.
Carregamos tanto desnecessário:
- pessoas e coisas...
 
Preocupamo-nos quando na realidade,
muitas vezes, querem é distância de nós.
Completamo-nos quando, enxergamos isso,
no contexto da vida.
 
Intensos, como criança invadimos um novo espaço...
Então, e só então, somos felizes e vivemos bem.
 
Célia Rangel


17 comentários:

  1. A sociedade não pode castrar os pensamentos que vão além das normalidades em voga! Abração

    ResponderExcluir
  2. Fez-me lembrar, quando uma amiguinha de infância se "debandava" e nos "renegava", por novas amizades. Aí a gente ("excluída"), falava em voz alta, para a "dita" ouvir: "Se a liga me ligasse, eu também ligava a liga, como a liga não me liga, eu também não ligo a aliga"....Continuo recitando, só que agora em silêncio, sem mágoa...

    Um excelente texto, para uma boa reflexão.

    Um beijo, Célia,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  3. Concordo, concordíssimo, Célia! Leveza é essencial. Se sobrar espaço na mochila, o ideal é preencher com gás Hélio. :) Brincadeiras à parte, o poema é 10. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite minha amiga das letras !!!!
    Gratificante esses teus escritos ...hoje essa reflexão nos deixa mais comprometida com nossas ações...
    bjssssssssss e uma boa noite !!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá!Boa noite!
    Célia
    é verdade...tornar a mochila da vida mais leve.Uma coisa que a vida me ensinou foi que aquilo a que damos importância, geralmente não tem valor. Só quando aprendemos a distinguir o que é importante daquilo que tem valor é que estamos prontos a apostar tudo para tudo podermos ganhar.Nessas alturas,do limitado para ilimitado para limitado, percebo que posso ser tudo aquilo que quiser, e que o meu único obstáculo sou eu próprio e o meu medo de querer mudar...
    Bela sexta feira
    Beijos

    ResponderExcluir

  6. Olá Célia,

    Verdade. Excessos apenas pesam na mochila e fazem o nosso caminhar mais lento. A única bagagem que vale carregar são os valores que levaremos deste mundo.
    Lindo e reflexivo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. A vida é um aprendizado constante. Encher e esvaziar a mochila faz parte disso. Mas cada um carrega aquilo que quer carregar, não é mesmo?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. É verdade , muitas vezes carregamos a mochila com coisas desnecessárias ,que pesam muito ! Vamos torná-la menos pesada , carregando-a só com o necessário !
    O Poema é muito bonito !

    ResponderExcluir
  9. Estimada, Célia.
    Saúde, sucessos. Muita Paz, e, muita Luz.
    Tenha um fim de semana, agradavel.
    Sinto-me, honrado, por comentar em meu blogue.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. olà Célia, a leveza também pode ser relativa, não é? o que parece ser peso para uns pode ser bastante leve para outros e vice-versa. O melhor mesmo é aprender a viver com o que e como se é =), de todas as formas, o poema é lindo,=)

    obrigada pelos seus comentários.

    beijo

    ResponderExcluir
  11. Celia,finalmente consigo comentar!...rss..que belo poema e quantas verdades!Carregamos muitas coisas desnecessarias na vida!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  12. Olá!Boa tarde!
    Célia
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Belo final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Belíssimo poema!
    Não é fácil nos livrarmos dos pesos a mais que carregamos, mas realmente é necessário que façamos isso. Por que será que temos essa mania de complicar o simples?
    Com carinho, Sandra!

    ResponderExcluir
  14. Tem um texto bíblico que acho o máximo, está em (Mateus 6: 34), e diz assim: "Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado". Como você disse nascemos limitados e voltamos ser limitados,afinal somos humanos.

    Bj

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.