segunda-feira, 11 de março de 2013

Construir pontes


 
(Google Images)

 



Na incrível engenharia da vida,

Como é difícil construir.

Destruir é muito mais fácil.

Implodir. Exterminar.

 

Nutrir almas e corações,

Unir pessoas e ilusões,

Nobre arte!

De execução nada fácil.

 

Almas de mãos dadas caminhando,

Em uma mesma direção,

Implica na sábia cumplicidade,

Da vida e suas paixões.

 

Um olhar ou um gesto aquece e

Prioriza todo um desejo que

Aconchegado no amor,

Revela-se com nuances da paixão. 

 


Assim, ergue-se a ponte,

Destrói-se a solidão humana,

Busca-se a união dos desejos,

De um e outro, em um só!

 

Célia Rangel

21 comentários:

  1. Construir requer força se vontade e energia, Célia. A destruição é um "esporte" ao alcance dos fracos, ou seja, da maioria. Nem preciso dizer que o poema é ótimo. Mas é. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Célia. Destruir é sempre muito mais fácil e rápido que construir. Que o digam os fracos e os invejosos! Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi Célia, linda poesia, muito linda mesmo, adorei!!
    Tenha uma boa semana, beijos!

    ResponderExcluir
  4. É amiga, a mídia, alguns exemplos que vemos todos os dias mostram mais a destruição do que a construção, que pena! Estamos aqui ainda para não deixar que isto tome conta do mundo. Só o Amor constroí! Beijão

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia, lindo e verdadeiro. Muito se leva para construir, pouco se leva para destruir sentimentos, ações, lutas, condutas, conquistas. Mas assim são os humanos, entre flores também nascem as ervas daninhas. Nossa luta é em descobri-las...

    Beijo pra você.

    ResponderExcluir
  6. BOA NOITE MINHA AMIGA DAS LETRAS !!!!!
    NESSA CONSTRUÇÃO DE PONTES É UM PROCESSO DE CONSCIENTIZAÇÃO DO QUAL NOS COMPROMETEMOS COM O COTIDIANO...
    BJSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Célia, concordo com a intenção poética. Construir leva tempo, desmanchar também, porque há boa vontade nessas atitudes. Já, destruir, é jogar fora a vontade, é contra-senso. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  8. Célia você tem razão...como é difícil construir, já que destruir é muito mais fácil?
    É necessário construir!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. Célia querida! Como vai você? Também senti saudades.... Te ler acalenta a alma, esclarece o espírito... Obrigada pelo carinho! Uma abençoada semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que lindo Célia, gostei muito da mensagem, verdadeira, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  11. Lindo! Quero ser engenheira da vida! Bjos.

    ResponderExcluir
  12. Belo alvorecer amiga das letras !
    Como sempre vc me surpreende por alguma razão.Hoje lembrando que é o dia da poesia, uma data que sempre estamos esquecendo...a poesia é muito mais que palavras por isso que tem seu dia para ser comemorado...
    Parabéns pra você que sempre traz grandes poemas para nos encantar ...
    bjssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  13. Que se construam pontes e mais pontes, de grande solidez para que a união se faça sempre presente.
    Um texto esplêndido, Célia, parabéns!
    Meu carinho, num abraço...

    ResponderExcluir
  14. É verdade, destruir é muito mais fácil do que construir !
    Excelente a sua Poesia !

    ResponderExcluir
  15. Célia,

    Tudo bem? Assim como tudo na vida, é mais fácil derrubar do que levantar. Não penso em pontes eternas nas relações, mas olho e percebo as travessas como mecanismos de passagem. Talvez experiência, talvez razão, talvez apenas porque tinha que ser real.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  16. Bela interpretação, um dom em suas mãos, espero voltar aqui sempre para ler palavras sábias como metáforas sobre construir e destruir. Gostei muito.


    Abraços

    ResponderExcluir
  17. As melhores pontes construídas é aquelas que nos levam a conquistar novos amigos.

    Bj

    ResponderExcluir
  18. Sabe, Célia, foi um prazer enorme quando vi o MAR (Museu de Arte do Rio) sendo inaugurado. E vão continuar construindo... Dá gosto, diante de tanta barbaridade. Valeu o chamamento.

    Abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  19. Olá, Célia.
    Muito bela e interessante a sua postagem.
    Que o seu domingo seja agradável.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Se a tristeza vier por qualquer motivo,
    Evite as sombras que ficaram para trás,
    olhe o caminho a sua frente e siga sempre.
    Assopre o pensamento triste,
    deixe escorrer a última lágrima,
    vá até o final do poço, mas volte renovado.
    Então respire fundo tirando da
    natureza a energia para elevar sua alma.
    E a paz que você procura será encontrada dentro de
    você onde DEUS deixou um pedacinho de si.
    Uma semana na graça e na paz de Jesus.
    Beijos no coração carinhos na sua alma.
    Evanir..Minha mensagem com muito Amor

    ResponderExcluir
  21. Celia,muito bonita sua poesia e como é importante construir essas pontes em nossos relacionamentos!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.