terça-feira, 19 de março de 2013

Finda-se um tempo... chega outro...



Cerro o olhar apenas ouço
O sibilar do vento que percorre as janelas
O leve farfalhar das árvores nas folhas que caem
A cigarra e a formiga, humanas, previnem-se
Um frescor pós banho de verão trazem arrepios vindouros
É o outono que prepara o berço do inverno
Com suas mantas aconchegantes de amores
Que um dia agasalhamos e fomos agasalhados
Enregelam-se saudade de lágrimas que já não caem
Brotam esperanças de uma poda para renovação
Um novo olhar, novas paixões
Uma nova energia de um morno sol
Um novo sorriso, novos sonhos e fantasias
Simbolizam o buquê de flores outonais
A enfeitar de amores uma vida real
De uma colheita fértil poderosa
Que em harmonia de ideais agradece verdades vividas
Aconchega-se e espera... sabe esperar
 
Célia Rangel


24 comentários:

  1. Lino, poético, inspirado! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. O outono é a minha estação preferida, Célia. Ontem mesmo, percebi que ele está chegando. Amei o poema. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Um belo texto poético, envolto na esperança de um novo e feliz tempo. Um verdadeiro acalanto!

    Beijos, Célia!

    ResponderExcluir
  4. Oi Célia
    Lindo texto, como sempre. É, o tempo voa, o outono está chegando, mas aqui em Itanhaém com cara de inverno kkkk.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. ...e Assopra pra esparramar no azul tua vontade de céu!


    beijo

    ResponderExcluir
  6. Me fez lembrar Ivan Lins: “No novo tempo, apesar dos castigos
    Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos
    Pra nos socorrer, pra nos socorrer...
    Pra que nossa esperança seja mais que a vingança
    Seja sempre um caminho que se deixa de herança

    ResponderExcluir
  7. Perfeito Célia, que venha o Outono, com toda sua magia e poder de nos fazer mais próximos de quem amamos rsrs bjoooss

    ResponderExcluir
  8. Que lindo Célia, adoro o outono, foi no outono que muitas coisas marcantes em minha vida acorreram, muito lindo e romântico!
    Saudemos o novo outono, que venha com todas as suas características de boas mudanças!!!
    Grande abraço amiga poetisa, tenho imenso prazer em vir aqui e te ler!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Célia, que lindo, adorei!
    Tenha uma ótima semana, beijos!

    ResponderExcluir
  10. Muito bonito, Célia! Vou copiar para guardar para quando o nosso outono chegar... Lindo!

    A nossa primavera entra amanhã, mas tarda em chegar; chove e continua a fazer muito frio.

    Beijos (direi primaveris ou outonais?...)

    ResponderExcluir
  11. OI CÉLIA!
    TEU TEXTO, TRAZ O PRINCIPAL INGREDIENTE OUTONAL, A MELANCOLIA, A BELEZA DO MESMO, SE DEVE A TEU TALENTO, QUE SEMPRE NOS SURPREENDE.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderExcluir
  12. Oi Célia....
    Lindo texto...Adoro o outono...mas ainda a primavera é a minha estação preferida...E amanhã seremos brindado com a primavera aqui no Japão ...Obrigada pelas palavras carinhosas no meu Cantinho...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  13. Amiga Célia! Como bem disse a Carla, em seu comentário, a minha estação preferida também é o outono... Parabéns pelo excelente texto! Obrigada pelo carinho e pelo comentário!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. E é impressionante como a mudança da estação mexe também com nosso interior, sem querer e sem perceber ficamos diferentes! Magia das Estações! Beijos

    ResponderExcluir
  15. Delicioso passeio pelo tempo findado para nascimento d'outro.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  16. Célia, Querida

    Tempo de renovação. Tempo de esperança. Tempo de viver.
    Um tema de Natureza com a Natureza do Amor e da Vida.
    Precioso.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  17. Maravilhoso está seu poema Célia, muito lindo!

    Fiquei um tempo sem vir aqui pq fui vítima do mosquito da dengue e fiquei bem mal, foram 30 dias pra voltar ao normal.

    Quero saber se vc tem Facebook para adicioná-la e estar mais perto de vc compartilhando a minha amizade, deixando lá meu carinho e admiração por vc.

    Deixo-lhe meu abraço fraterno!

    ResponderExcluir
  18. Belo alvorecer amiga das letras !!!!!!
    Lindo o Outono,me inspira sempre para renovar todas as minhas folhas ...lindo seu poetar...
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  19. Querida Célia !!
    É com alegria que te visito e me delicio com teu trabalho maravilhoso.
    Um abraço

    Sinval

    ResponderExcluir
  20. Célia,

    Como seria bom se o homem tivesse a medida da natureza, que tivesse o seu outono e a renovação fosse uma certeza. Lindo texto!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Celia,deliciosa poesia de outono!Adorei!bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  22. Boa noite, Célia. Simplesmente maravilhoso! Sou filha do Outono e entendo bem esse poema, encontrei-me nele deliciosamente!
    Quanta delicadeza e renovo tranquilo lido aqui nesse poema lindo!
    Parabéns, perfeito!
    Tenha um fim de semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  23. Que linda, preparando o inverno, calmamente para não chegar de supetão. É um poema para ler e sentir. Sabendo... todos os momentos, todas as estações tem sua beleza e seus mistérios.

    Beijos, Célia.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.