quinta-feira, 9 de maio de 2013

MÃE


 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Não dá para falar em mãe,

Com as lágrimas das que choram:

Filhos mortos por crimes sexuais.

Filhos prostituídos.

Filhos mortos por tempestades.

Filhos mortos por um raio.

Filhos soterrados pelos terremotos.

Filhos mortos por marginais (que também são filhos)

Filhos mortos por doenças.

Filhos mortos por negligência no atendimento.

Filhos mortos pela subnutrição.

Filhos mortos pelas drogas.

Filhos mortos em acidentes.

Filhos mortos por ciúme.

Filhos mortos pelos pais, em nome do amor!

Filhos abortados...

Mãe!

Quer ela morrer ao rever toda essa história...

Vida gerada por nove meses

E em segundos desaparece

Mãe!

No rosário de Nossa Senhora

Conta nas contas as dores que passa,

Alivia-se na entrega ao seu filho:

Jesus!

 
Célia Rangel, em 2010.

12 comentários:

  1. Olá! Sua palavras são de amor, de esperança! E que possamos sempre superar nossas dores! abraços

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Célia, chorei de emoção, meu coração sente a mesma coisa amiga.
    Um abraço e que seu dia das mães seja de paz e união no amor sempre.

    ResponderExcluir
  3. Tocante e lindo,Célia! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Verdade, não dá mesmo para falar de mãe sem lágrimas, sejam elas de saudade, de gratidão, de sofrimento os mais diversos. Mãe é ...
    infinidade.

    ResponderExcluir
  5. Concordo...maternidade é sempre ligada a muita emoção. bjs

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Célia. Fiquei arrepiada ao leu seu poema crítico, um grito desesperado de mãe, que sofre por caminhos errados que seus filhos tomam na vida!
    A sua inspiração foi perfeita e não me lembro de ter lido algo assim!
    Parabéns!!
    Que Deus abençoe a todas as mães e amenize as suas dores!
    Beijos na alma e fique na paz!

    ResponderExcluir
  7. CÉLIA - MÃE - mulher!
    Somente quem vive com os pés no chão e a alma cheia de amor consegue colocar no papel este retrato fiel da mãe de nossos dias!Que Nossa Boa Mãe nos ampare na nossa missão. Um beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga! Poesia linda e cheia de verdade e sentimento! Mãe é o maior exemplo terreno de sublimação, renúncia e amor.... Obrigada pelo carinho e pela presença sempre amiga! Abençoado final de semana! Um domingo de muita luz! Que as bênçãos de Deus-Pai iluminem nossa caminhada! Grande, fraterno e carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Por estas pedimos a Mãe do Céu que as carregue no colo, pois a maior tristeza de uma mãe é ver seus filhos nestas situações! Que Nossa Senhora as proteja e também a nós! Oremos!

    ResponderExcluir
  10. Hoje vim agradecer à você que está do outro lado da telinha, por todas as vezes que carinhosamente esteve no meu cantinho e por todos os comentários delicados que me deixou.
    E também te desejar uma sexta-feira cheia de amor e felicidade.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  11. Que a Mãe e todos nós esteja sempre a proteger as que aqui estão, principalmente aquelas que carregam pesados fardos de sofrimento. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Célia! Você tocou em um dos motivos que me levaram a preferir não ter filhos. Eu não suportaria perdê-los. Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.