sexta-feira, 17 de maio de 2013

Um pouco de Cecília!




Se você errou
 
Se você errou, peça desculpas...
 
É difícil perdoar?
Mas quem disse que é fácil se arrepender?
 
Se você sente algo diga...
 
É difícil se abrir?
Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar?
 
Se alguém reclama de você, ouça...
 
É difícil ouvir certas coisas?
Mas quem disse que é fácil ouvir você?
 
Se alguém te ama, ame-o...
 
É difícil entregar-se?
Mas quem disse que é fácil ser feliz?
 
Nem tudo é fácil na vida...
Mas, com certeza, nada é impossível...
 
Cecília Meireles

22 comentários:

  1. Nem tudo é fácil na vida... Uma grande verdade!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Célia.

    Bela citação, grande mensagem. "Um pouco de Cecília" é sempre mais que "um pouco", é muito mais de poesia.

    Um abração e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Célia, Cecília Meireles é fantástica!
    Boa escolha, Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Nada é impossível e ouvir um dom que transcende os humanos! abraços

    ResponderExcluir
  5. Uma bela injeção de ânimo!!

    Obrigada.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Excelente como sempre esta grande poeta!
    Beijo e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. Oi Célia
    Que lindo! Confesso que só li pequenas frases da Cecília Meireles, nunca li um livro dela, mas adorei esse texto que vc postou, não é por acaso que ela é um ícone na literatura. Realmente não é fácil ser feliz, mas não é impossível!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Célia, um grande beijo no seu coração! Maravilhosa Cecília Meireles! O texto, aqui reproduzido por você, é de uma verdade profunda. As verdade contidas nesse texto traduzem bem o que é a vida no que diz respeito as relações de sentimento entre nós.

    ResponderExcluir
  9. A vida é uma batalha diária, nunca nem será fácil. Se fosse fácil perdia a graça. Cada dia vivido é uma vitória parcial e devemos agradecer a Deus por isso. Obrigado minha amiga pelo prestigio.

    Abraço

    ResponderExcluir
  10. "Nem tudo é fácil na vida...
    Mas, com certeza, nada é impossível..." A doce Cecilia sempre nos trazendo um alento.
    Abraço, amiga Célia.
    Jorge











    ResponderExcluir
  11. Olá
    Célia rangel.
    Primeiro quero te desejar um fim de semana, extraordinário.
    Aqui em Sampa ( capital), só se fala em Virada Cultural, que de Cultural mesmo, só tem a Anarquia. Estou aqui, para escrever que" só a humilde faz-se uma pessoa diferenciar-se uma da outra".
    abraços, querida.

    ResponderExcluir
  12. Oi Célia,

    Cecília é tudo de bom, esse texto é demais...

    Abçs

    ResponderExcluir
  13. Boa noite minha amiga das letras !
    Fazendo acontecer com Cecília Benevides de Carvalho Meireles vc acertou em trazer ela aqui porque foi uma poetisa, pintora, professora e jornalista brasileira.E é considerada uma das vozes líricas mais importantes das literaturas de língua portuguesa.
    Vejo em vc razão de sobra para fazer acertos sem erros...
    bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
  14. Belo dia de domingo amiga das letras !!!!!!!
    Estou deixando aqui o link de uma história fenomenal do qual vale muito a pena conferir para termos consciência do valor da vida diante da morte.É uma história não conhecida por vc ,mas vale muito a pena seu depoimento como comentário...
    bjs de dia de domingo !
    http://lucinhasdreamgarden.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Bonito poema.Celia!Nunca desanimar perante as dificuldades que a vida nos traz!bjs,

    ResponderExcluir
  16. Cecília é mestra da arte poética. Um abraço, yayá.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Cèlia. Belissimo!! Adoro Cecilia. Obrigada por partilhar! Quero agradecer e desejar uma ótima semana pra vc. Bjos!

    ResponderExcluir
  18. Bem escolhido, Célia. Tenho fases de paixonite pela Cecília Meireles. A primeira foi no pré-primário, graças a um poema infantil. Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Querida Célia

    Um belíssimo Poema/Reflexão de Cecília Meireles e que em boa hora nos trazes a lume.
    A Vida é uma caminhada entrecortada por trilhos atapetados de alcatifas e troços de aguçadas pedras. Há sempre uma quantidade delas que magoam. A verdade é que nos lembramos mais do que foi áspero não valorizando o que foi macio.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  20. Olá Célia. Primeiramente,eu gostaria de agradecer pela visita em meu blog. E, agora sim, dizer que: Sou admiradora da C. Meireles e achei ótima a escolha do poema. Confesso que acho difícil perdoar, acho difícil ouvir certas coisas e as vezes sou egoísta. Mas como ser humano em geral não vejo nada de anormal nas minhas falhas. O importante é seguirmos em frente.
    Beijos da Vick.

    ResponderExcluir
  21. Célia, obrigada por visitar meu blog. A respeito do poema, sou suspeita pra falar já que sou uma grande admiradora da Cecília M. Nem sempre acho as reflexões dela construtivas, mas esta cai como uma luva para a fase da vida que estou enfrentando. Seu blog continua cada dia mais legal e interessante, parabéns!

    Beijos da Vick!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.