segunda-feira, 27 de maio de 2013

Uma boa indicação

 
 

É a história de um menino que está crescendo e, como qualquer ser humano, procura seu lugar no mundo. Mas crescer, em qualquer época e sob qualquer circunstância, dói. Para Pequena Árvore, um menino cherokee - tribo indígena dos Estados Unidos - de oito anos, essa tarefa não será nada fácil. Sua vida numa árida cidade mineradora, durante a Depressão americana - na década de trinta, oferece-lhe poucos prazeres. Depois de perder os pais, ele vai morar com seus avós paternos numa floresta do Tennessee. Num ambiente mais carinhoso, ele reconhece, pela primeira vez, a beleza da natureza e a sabedoria da vida cherokee. A educação de Pequena Árvore está prestes a começar já que o futuro será recheado de descobertas e sofrimento. É um filme com uma história de vida apaixonante. Na troca da sabedoria de vida, e do afeto aprendidos no dia a dia, fica a lição do quanto podemos viver na simplicidade, com dignidade que, em muito, nos afastamos atualmente. Em nome da modernização, do progresso, da evolução esquecemo-nos do  principal. Afinal,  somos humanos e não autômatos programados em série como produção maciça de uma fábrica. Amor, emoção, ternura, diálogo e o saber ouvir são demonstrados nessa história como a maior fonte de vida harmoniosa. Vale assistir!
Fonte: http://www.webcine.com.br/filmessi/pequena.htm
 

Célia Rangel
 

7 comentários:

  1. Esta anotado aqui esse livro querida amiga, um abração!

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante Celinha...ehh a natureza....se pudéssemos "abrir" os olhos para ela, aprenderíamos tanto.... Obrigada pela dica! =)

    ResponderExcluir
  3. Querida Amiga

    A Natureza sempre foi explendorosa e aberta; aos homens cabe a sabedoria de serem recíprocos.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  4. Oi Célia querida


    Adorei a dica!

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  5. Oi Célia
    Não assisti ao filme, mas pela sinopse que vc nos ofereceu parece muito interessante! Hoje em dia os valores estão muito invertidos, infelizmente!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Célia. Parece ser realmente muito bom pelo que você contou.
    Obrigada por compartilhar conosco.
    Beijos na alma e excelente feriado!
    Fique na paz de Deus!

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.