terça-feira, 25 de junho de 2013

Esperas...

 

 

 
A arte de saber esperar...
 
 
Uma generosa dose de boa vontade,
 
 
de compreensão, e de sabedoria.
 
 
Acreditar e esperar no tempo certo,
 
 
que tudo aconteça.
 
 
Fugir do pessimismo.
 
 
Não abrir a porta a medos interiores,
 
 
deixando-te engolir pela escuridão da desilusão.
 
 
Ao contrário, faças dias de sol e
 
 
noites de luas e estrelas!
 
 
Celebres com doçura e carinho a espera.
 
 
Tranquilizes teu coração com intensa luz,
 
 
e esperes o que for melhor para ti.
 
 
Tens uma existência sagrada.
 
 
Portanto, vivas o que te é oferecido.
 
 
E assim, com serenidade,
 
 
ouvir no silêncio a voz de tua mente
 
 
dialogando com tua alma.
 
 
Esperes!
 
Célia Rangel

 

11 comentários:

  1. Oi Célia
    Nossa, que texto muito gostoso de ser lido! É incrível, mas veio de encontro ao momento em que estou passando, era isso que eu precisava ler nesse momento! Obrigada!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Que belo poema, Célia! A espera também pode ser tão doce quanto a chegada!

    Meu carinho!

    ResponderExcluir
  3. Célia, viver é mesmo uma incógnita, temos de ter dom de saber esperar sem ansiedades, embora a ansiedade sempre esteja presente, mais em mossas mentes do que em nossas almas, pois é, nossas almas sabem muito mais do que podemos reconhecer, para tanto há que se saber e aprender a lidar com as "esperas"!
    Abraços minha linda amiga, amei esse texto!

    ResponderExcluir
  4. Célia querida, este ano tem sido um ano de espera p mim, sem duvida é um aprendizado saber esperar e acreditar que o momento certo chegará, as vezes é complicado mas por outro lado quando a espera acaba a vitória tem sabor ainda mais especial! Bjooooss

    ResponderExcluir
  5. Belo poema amiga! É o que estou fazendo, esperando a hora de Deus para os acontecimentos, não a minha hora, saber esperar e ter esperança! Beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Célia. Sabiamente passastes por aqui com uma mensagem que a MINHA ALMA precisava entender, sentir, ler e ouvir.
    Esperar, ainda que seja difícil, aceitar o hoje como ele é, quem sabe viver uma vida diferente, sem estar sufocada e presa aos desalentos.
    Muito bom, parabéns!
    Beijos na alma!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  7. Minha querida Célia

    Voltando ainda devagar, mas com muitas saudades.
    Como sempre um poema cheio de verdade...vivemos tantas vezes de esperas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  8. Uma oração poética dessa grandeza todo o Céu agradece, e nós também! Obrigada, Célia!

    ResponderExcluir
  9. Como é difícil mas necessário esperar!
    Grande abraço Célia!

    ResponderExcluir
  10. Célia, seu poema é lindo. Combina com o dia de hoje em que estou tão feliz porque a PEC da Impunidade dançou de verde e amarelo. Parece que o país está querendo tomar jeito. Por essa, muita gente não esperava. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Tão linda essa poesia,Celia!E um bom conselho tb!bjs,

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.