quarta-feira, 3 de julho de 2013

Declaração dos direitos do homem e da mulher ao amor

(amor perfeito - imagem Google)
 
 
Amar-te
sem te invadir
 
Multiplicar-te
sem te perder
 
Falar-te
sem me trair
 
Guardar-te
sem te possuir
 
E ser, assim, eu próprio
no mais secreto de ti.
 
(Jacques Salomé)
 


16 comentários:

  1. Minha primeira leitura hoje foi no seu maravilhoso espaço! Lindo o poema!Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Lindo demais,Célia! Bela escolha!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Perfeito.tão amorosamente resumido.

    obrigada.

    bj

    ResponderExcluir
  4. Também foi minha primeira leitura do dia. Comecei bem. :) Beijos, Célia!

    ResponderExcluir
  5. Bom saber que ainda existem homens e mulheres merecedores de tanto respeito.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia,querida amiga Célia!

    Uma maneira linda de começar o dia.
    Belo texto,amei.

    Sinval

    ResponderExcluir
  7. Olá Célia

    Que linda reflexão, parabéns. Desejo um belo dia. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá Célia!
    Está de facto uma ternura!!!!
    beijo amiga
    anacosta

    ResponderExcluir
  9. No Amor, como em tudo na vida, há que respeitar a individualidade do outro.
    Direitos perfeitos para um Amor perfeito.

    Obrigada pelo comentário na minha «CASA». Eu também acredito...

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderExcluir
  10. Olá!Boa tarde
    Célia
    sim...de forma axiomática, não há necessidade de ser para serem... todos os homens e mulheres são dotados de certos direitos inalienáveis quando formam um casal, que estão dentre esses o respeito individual, a liberdade , a busca da felicidade e do amor...
    Obrigado pelo carinho da visita
    Bela quarta feira
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Opaaa, gostei, vou ler p o marido rsrs bjooosss

    ResponderExcluir
  12. OI CÉLIA!
    ASSIM DEVE SER O AMOR.
    AMAR SEM SE SENTIR NA POSSE DO OUTRO, RESPEITANDO SUAS DIFERENÇAS E PARTICULARIDADES...
    CÉLIA, GRATA POR TERES IDO NO "SÓ PRA DIZER" PELA PASSAGEM DO ANIVERSÁRIO E LÁ TERES DEIXADO TUA MARCA CARINHOSA E SENSÍVEL.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Que maravilha de poesia,Celia!Obrigada por nos mostrar,não conhecia!bjs,

    ResponderExcluir
  14. Muito interessante a sua postagem, ainda ontem eu conversava com uma senhora sobre a paz, que deriva do amor, também do respeito à privacidade do outro, o ser humano tem esse direito, creio que é natural. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia meu anjo de luz, como é bom amanhecer lendo um texto tão profundo, parabéns querida amiga, bjs de luz em seu coração.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  16. É isto aí! Não invadir a privacidade do outro e mesmo assim vivendo uma só alma e uma só carne! Pode? Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.