quinta-feira, 4 de julho de 2013

SOS... ou... SÓS...




Não importa

Não existe amor igual

Deus fechou os olhos

E deixou- me enlevar em você

Criado em minha mente

Alimentado em meu coração

Nada mais me importa

A não ser essa química

Que em alma nos uniu

Na divindade eterna

De um adormecer.


Célia Rangel

 

21 comentários:

  1. Isto é AMOR a sério! Sorte do alvo deste amor...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. O amor...
    Foi pelo AMOR que Deus deu seu único filho para nos livrar do pecado!!
    Lindo poema querida,bjuss!

    ResponderExcluir
  3. Um só coração para sempre né? Te entendo, e como!!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Diante desse poema, só posso dizer: Senhor, eu creio em ti. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  5. Lindo é o Poema e lindo é o Amor !

    ResponderExcluir
  6. Célia, Querida

    Não estamos sós. O teu Poema é uma bela Oração (SOS) que sempre é escutada no Alto.
    Assim seja a vontade e a intenção.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  7. Amor pra valer é assim, Célia. Um sentimento que transcende a mera presença física. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Amor, quando profundo, se eterniza.
    Lindo e divinal poema!Um lindo de semana, Célia.
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  9. Célia querida, em primeiro lugar parabéns pela mudança da foto, vc ta muito bonita nessa! Então, achei lindo o SOS, pois acho difícil que alguém com tanto amor, tanta capacidade de se dar, possa vir a ser só. Mas, entendo o SOS como pedido e como doação. Queria muito te conhecer pessoalmente. Às vezes, tenho a impressão de que somos amigas de muitos, muitos séculos, quem sabe de outras vidas?! Um dia se Deus quiser, ainda vamos nos encontrar. Pode ser pra um chá, um café, um vinho, uma cerveja, uma cachaça ou simplesmente uma água de moringa. Beijos meu e da Tatá.

    ResponderExcluir
  10. É o amor aqui sendo expressado de forma mais encantadora possível. Querida Célia, um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  11. Lindo,Célia ! Gostoso de se tel! beijos,ótimo fds!chica

    ResponderExcluir
  12. Foi fundo, amiga Célia. Mas a coisa funciona assim mesmo. Não existe amor morno!
    Abraço.
    Jorge

    ResponderExcluir
  13. Celia,que beleza de poesia!Profundo amor!bjs,

    ResponderExcluir
  14. Olá!Boa noite
    Célia
    Até hoje mesmo,falei sobre essa "química com Deus", em como Deus age nas nossas vidas mesmo em meio às lutas, mais sabemos que nossa luta não é em vão, ainda mais quando vem do coração. Deus está conosco!Assim é o amor de Deus, que nos fez “imperfeitos” para que possamos escolher o caminho que julguemos ser o melhor para nós.
    Obrigado!
    Bela semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Tá inspirada heim, Célia? Abraços e parabéns pela lírica lavra.

    ResponderExcluir
  16. Célia, que lindo poema!
    O que seria de nós sem o amor?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Olá Célia,
    Quanta beleza nas sua palavras.
    Feliz daquele que lapisa seus pensamentos assim como vc, a alma sem frescura, pura e completamente simples...Esse é o amor verdadeiro.Nós temos todas perguntas e resposta nas mãos, dada por Deus.
    Desejo uma excelente semana!
    Quando puder passa lá.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, Célia. Um lindo poema, um clamor, na realidade!
    O amor de alma é o que mais preenche um coração, pois sabemos que a essência está em nós, no que sentimos, vivemos, a despeito de tudo.
    Tenha um fim de semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  19. Sorte no amor e química para alimentá-lo.
    Boa poesia.
    Óptimos sonhos.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.