terça-feira, 20 de agosto de 2013

Criança!


13 comentários:

  1. Resgatá-la e renová-la depois de cada busca já é uma aventura sem igual.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde linda amiga de alma linda Célia!
    Amei a mensagem, não devemos mesmo deixar a vida adulta que nos faz sentir ridículos às vezes com o nosso entusiasmo.
    Tem uma senhora linda, a sogra do meu cunhado, ela tem 86 anos e adora dançar, cantar, viver,não perde nenhuma festa que seja convidada, é ainda bem lúcida, conversa normalmente, tenho-a como exemplo!
    Abraços amiga querida!

    ResponderExcluir
  3. Celia !!

    Sábia palavras,nossa alegria está nessa criança eterna que existe em cada um de nós.
    Abraços
    Sinval

    ResponderExcluir
  4. De fato, Célia. Sonhar, perdoar e crer como uma criança, com a vantagem de se usar para tudo a dose certa de experiência. A 'perfeição' estaria em que o resultado dessa 'mistura' fosse dar em credibilidade suficiente para desviar os jovens de tantos abismos.

    ResponderExcluir
  5. Acho que essa criança representada é a verdade, a alegria, a arte de driblar os problemas - criança é isso, é pura, verdadeira, doce e se os adultos não matarem esses sentimentos todos éramos mais felizes. Gostei. Abraço e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  6. Bem lembrado, o seu poema é muito delicado e bonito de se ler. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  7. Urge amar a criança que existe em nós, sim!

    ResponderExcluir
  8. Urgente respeitar a criança que existe em cada um de nós, sim!

    ResponderExcluir
  9. É a minha criança interior que não me deixa morrer, Célia. :) Beijos!

    ResponderExcluir
  10. É ela que nos permite rir de nós mesmos e nos deliciarmos com fragmentos de beleza. Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Disse um sábio, não lembro o nome, a criança é pai do homem.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.