sábado, 21 de setembro de 2013

A ESTAÇÃO PRIMAVERA

 
 
 
Vive-se em era dispersiva. Estímulos externos em excesso banalizam e distraem o ser humano. Eu, tu, ele... somos descartáveis e valemos o quanto consumimos. Não somos tratados como cidadãos, mas como consumidores: consumir mercadorias para alimentar o mercado e o lucro; consumir conhecimentos, informações e ideologias banais para alimentar sistemas. Nosso valor e nossa realização estão no poder do consumo. “Dize-me o que consomes e te direi quem és”.
É tempo de o ser humano retornar para si e encontrar o verdadeiro tesouro. Vale a pena, em meio a este vendaval, recordar – trazer ao coração – que, além do caminho exterior, existe o caminho interior. O caminho para fora está em toda parte, é dispersivo, por ele pode-se chegar apenas a pedras vulgares. O caminho interior, ao contrário, é emocionante, é belo, por ele pode-se chegar ao tesouro. Metáfora trivial, porém necessária para voltar a dignificar a vida.
         Viver a Estação Primavera é refletir sobre “coisas esquecidas”, sementes que desejam aflorar da nossa essência humana, como sonhos. Viver a Primavera é sonhar. Somos do tamanho de nossos sonhos. Somos feitos do pó das estrelas.
Segundo Shakespeare, “...nós somos feitos da mesma matéria que compõe os nossos sonhos.”  E o poeta Fernando Pessoa escreveu: “eu não sou do tamanho de minha altura, mas do tamanho do que vejo, e o que eu vejo são os meus sonhos”.
Primavera: tempo favorável de despertar sonhos. As sementes, que dormem no segredo da terra, sonham com a luz e a beleza e se tornam flores.
Pessoas que vivem a Primavera são iluminadas. Vivem em constante crescimento. Transmitem vida e alegria aos ambientes, cultivam a boa convivência, distribuem ternura, em gestos e em palavras, e procuram sempre amar e fazer o bem.
Criar a Primavera interior, para que boas sementes despertem, é responsabilidade individual e social. A família, a escola, a religião, a sociedade podem e devem favorecer.  Porém, agir com sabedoria é antecipar-se a tudo e a todos e desenvolver o que de melhor existe no coração e na mente.
Viver o espírito de Primavera é cuidar do verbo cuidar. Cuidar: palavra cercada de carinho. Cuidar de si mesmo. Cuidar do outro. Cuidar da natureza.
Existem muitos cuidados necessários ao próprio bem estar. Cuidar de si mesmo é direito e dever. Cuidar da saúde. Cuidar da aparência. Cuidar do desenvolvimento intelectual. Cuidar do equilíbrio emocional. Cuidar do crescimento espiritual. Cuidar da segurança pessoal.
Igualmente, existem cuidados necessários ao bem estar do outro. Cuidar dos direitos do outro. Cuidar do crescimento e da felicidade do outro. Cuidar para não causar ao outro danos materiais, danos físicos e danos morais. Mas, quem é o outro? O outro é o esposo, a esposa, os filhos, os pais, os irmãos, os amigos, os alunos, os professores, os vizinhos, os clientes, qualquer pessoa, conhecida e desconhecida, que mora aqui ou no outro lado do mundo.
A natureza também precisa de cuidado. Cuidar dos animais. Cuidar das plantas. Cuidar do ar. Cuidar do solo. Cuidar da água. Cuidar do ambiente natural para que a vida se manifeste em plenitude.
 Viver a Estação Primavera é cuidar de si mesmo, do outro e da natureza. Existir e viver e habitar o planeta Terra são – para nós, seres reflexivos, capazes de sonhar e de amar, criados à imagem e semelhança de Deus – uma responsabilidade incalculável.   
 
Lauro Daros


17 comentários:

  1. Na primavera tudo floresce... Sentimentos, emoções, ela é inspiradora! Que seja linda pra todos nós! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Muito profundo - o Irmão Lauro Daros nasce e renasce as Primaveras, por e com experiências. Ele, de fato, já é uma árvore frondosa que nos proporciona excelentes sombras.

    ResponderExcluir
  3. Vou levar comigo, amiga!!
    Muito belo!!
    Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. BOA NOITE MINHA AMIGA DAS LETRAS !
    ENGRANDECER CONTIGO NOS FAZ A PRIMAVERA MAIS FLORIDA...
    TENHA UM LINDO FINAL DE SEMANA E UMA LINDA PRIMAVERA ...
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  5. Celia,mas que beleza esse texto!Somos primavera se quisermos!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Boa primavera! Que bom é entrar na Primavera!

    Enjoy it!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá, Célia. Bom dia! Viva a primavera. A estação mais bela! Além dos cuidados, renovemos também nossa vida, nosso coração. Belo texto! Um ótimo domingo e semana. Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Célia.
    Viva a primavera! Viva a Vida!
    Um belo domingo e uma ótima semana.
    Abraços das meninas!

    ResponderExcluir
  9. A questão do cuidado deve e precisa ser mesmo levada a sério.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, Célia. Profundo texto e igualmente belo.
    Uma mensagem rica que faz com que a reflexão seja inevitável.
    Primavera é uma linda estação, onde tudo nasce colorido, dias ficam alegres e a alma caminha para este lado também, de felicidade.
    Num mundo tão violento como o de hoje, de seres tão desumanos, creio que a saída é deixarmos o nosso coração mais próximo a Deus e a natureza.
    Podemos ser belos e otimistas, fazer bem aos olho das pessoas que nos cercam, tal qual a primavera.
    Para vivermos sempre nessa estação, independe em qual realmente estamos, é de cada um o escolher a estação florida em nosso peito propagando suas cores.
    Tenha um excelente domingo de paz e colorido.

    ResponderExcluir
  11. Um texto lindo, que se lê com todo o prazer.
    Aí Primavera, cá Outono. Somos opostos, mas não nos gostos e sentimentos.
    Feliz Primavera!

    Beijinhos
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    PS - Grata pela presença

    ResponderExcluir
  12. Excelentes colocações. O fora e o dentro devem estar em harmonia, cuidados e protegidos. Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Bem vinda primavera!
    Que com ela venha a renovação e novas esperanças!
    Enquanto num lugar se inicia as flores, noutro elas se encerram.
    Amei a visita Célia
    Beijos e um ótimo inicio de semana!!

    ResponderExcluir
  14. Consumo, primavera, viver... O existir é mais importante. A afirmação deve ser corrigida; "Penso, logo sou" não é o raciocínio correto, mas "Sou, logo penso", pois se a existência não vier primeiro, não há nada.
    Abraço, Celia.
    Jorge

    ResponderExcluir
  15. Oi, Célia! Vou aproveitar a primavera pra caprichar na simplicidade voluntária. Ótimo texto! Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Não há dúvidas que a primavera é a estação da preparação para mudanças concretas que virão. Mas por ser a estação do desabrochar, das novas perspectivas, traz consigo esperanças de dias bons e felizes para nós, que bem podíamos melhorar a espécie, através de nossos atos.

    Grande abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Célia!
    Que beleza de texto do Lauro Daros!
    Estou vivendo a primavera em todos os sentidos, adoro o frescor das manhãs e a chuvinha fina que cai à noite, como ontem à noite, refrescando as árvores das ruas, as plantas e o nosso ar.
    Uma linda primavera pra você também!
    um abraço carioca

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.